Dia Internacional do Empreendedorismo Feminino

Conheça a história da empresária Tainey Schimitt Damas, gestora da Happy Code e da UniCesumar de Caxias do Sul

            O Dia Internacional do Empreendedorismo Feminino criado através de uma iniciativa das Nações Unidas para combater a desigualdade de gênero, ainda tão presente no mercado de trabalho no Brasil e no mundo. A data é, também, um convite para refletir sobre os desafios e avanços que as mulheres enfrentam quando decidem comandar o próprio negócio.

            Tainey Schmitt Damas comanda a primeira unidade da Happy Code em Caxias do Sul, a maior rede de escolas de tecnologia e inovação para crianças e adolescentes do Brasil, além de fazer a gestão da EAD UniCesumar na cidade. Schimitt conta que seu sonho de empreender iniciou a mais de 20 anos e desde lá vem colhendo frutos.

            ‘’Tive a oportunidade de começar a empreender com 26 anos, minha intenção até então era ser concursada, pois sou formada em direito, e ter a tal “estabilidade”, mas a vontade de empreender sempre mexeu comigo. Assim fui empreender e trabalhar com educação, que para mim é uma paixão, e coloquei minha energia no mundo para oferecer educação com propósito às pessoas, e com isso várias oportunidades foram surgindo.’’

            Empreendedorismo é um termo que sempre esteve muito presente no setor dos negócios e que, apesar da crise econômica que o país tem passado, tem crescido cada vez mais. Mas o que tem ganhado cada vez mais atenção é o empreendedorismo feminino, que aumenta graças ao seu potencial de gerar mudanças significativas na sociedade e na economia. Junto ao reconhecimento social e o retorno financeiro, a parte mais desafiadora de empreender é fazer com que o negócio se torne humano e que as pessoas sejam priorizadas, e isso a empresária Tainey Damas estabeleceu como principal pilar de sua carreira.

            ‘’ Acredito muito na gestão da mulher empreendedora que tem por natureza um perfil mais acolhedor. Podemos buscar sempre o caminho do meio, assim como acontece na natureza: temos dia e noite, a vida e a morte, a primavera-verão e o outono-inverno, os ciclos da vida, os ciclos do nosso corpo. Tudo é tão sagrado e perfeito quando em equilíbrio.’’

            Porém, uma coisa é clara: ainda que haja tamanha influência dentro do mercado, o reconhecimento ideal ainda não foi atingido e são diversas as necessidades e obstáculos encontrados no cenário corporativo.

Divulgação Sabe Caxias:

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *