Câmara aprova projeto que declara de utilidade pública a Cruz Vermelha de Caxias do Sul

A proposta é de autoria da bancada do PSDB

A Câmara de Vereadores aprovou, na sessão ordinária desta quinta-feira (22), um projeto de lei em segunda votação, que declara de utilidade pública a filial da Cruz Vermelha, em Caxias do Sul. A proposta é de iniciativa da bancada do PSDB, composta pelos vereadores, Olmir Cadore, Marisol Santos e Tatiane Frizzo. A matéria foi aprovada por unanimidade. A titulação consiste como exigência para que o órgão consiga participar de projetos, com parcerias de órgãos públicos municipais, institutos e fundações.

Na exposição de motivos, os parlamentares ressaltaram os trabalhos voluntários, de caráter humanitário, que a organização realiza, desde sua fundação. Além disso, o documento destaca sobre a reformulação administrativa, incentivada através do decreto federal nº 8.885, que possibilitou maior profissionalização dos serviços da filial de Caxias.

Conforme Cadore, a honraria justifica as atividades sociais que a entidade desenvolve. “A Cruz Vermelha é uma das principais instituições de ajuda humanitária. Seus voluntários sempre estão dispostos a ajudar a população”, salienta o parlamentar.

Marisol Santos pontuou que, além de realizar serviços de emergências, principalmente, em desastres, a organização desenvolve ações de prevenção. “A Cruz Vermelha realiza um excelente auxílio ao Poder Público, quando requisitada nas emergências. Não podemos esquecer de outras atividades de conscientização que ela desenvolve, como o Centro de Valorização da Vida, que realiza apoio emocional e preventivo contra o suicídio,” lembrou a vereadora.

Segundo Tatiane Frizzo, o mérito é oportuno, pelo desempenho social que a entidade exerce no combate à pandemia. “A Cruz Vermelha está auxiliando muitas pessoas em situação de vulnerabilidade social durante a pandemia. Este Projeto de Lei reconhece os 31 anos de trabalhos voluntários da Cruz Vermelha, aqui em Caxias do Sul. Nosso desejo é de muito sucesso aos que fazem parte desta instituição.” destaca Tatiane.

A Cruz Vermelha é uma organização humanitária, sem fins lucrativos, composta inteiramente por voluntários. Foi fundada no município em 3 julho de 1990, após ser identificada a necessidade de uma entidade para atender a população, especialmente jovens que eram dependentes químicos.

A estrutura em Caxias do Sul é composta por salas de assistência social, psicólogos, Centro de Valorização da Vida (CVV), Narcóticos Anônimos, Neuróticos Anônimos e de um auditório com capacidade para 170 pessoas onde são realizados treinamentos, cursos, palestras e capacitações para os voluntários e a população em geral.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *