Executivos do BTG Pactual demonstram otimismo e traçam cenário positivo para economia brasileira

Mansueto Almeida e Guilherme Pini falaram sobre perspectivas econômicas e de investimentos na reunião-almoço da CIC Caxias

Ajudada pela alta no preço das commodities, a expectativa de crescimento superior a 5% para o Brasil, um índice bem acima do esperado pelo mercado no início de 2021, indica que a economia brasileira está recuperando as perdas da pandemia. Além disso, o País poderá entrar em um ciclo de desenvolvimento se aproveitar a janela de oportunidades e encaminhar a agenda de reformas. A opinião é do ex-secretário do Tesouro Nacional e atual sócio e economista-chefe do BTG Pactual, Mansueto Almeida. O economista e o head do BTG Pactual Advisors, Guilherme Pini, foram os palestrantes da reunião-almoço desta segunda-feira (12) da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC Caxias).

“A gente está num ritmo de recuperação que é maior do que se esperava. O Brasil já voltou a um nível de PIB que a gente tinha pré-pandemia. Agora o mercado estima, e nós não somos exceção, que o crescimento do Brasil este ano vai ficar acima de 5%”, ratificou.

Mansueto lembrou que o ritmo da vacinação aumentou substancialmente no Brasil. “Quando a gente observou isso nos Estados Unidos, vimos uma reabertura muito forte da economia, e este mesmo movimento vai acontecer aqui no Brasil, com atraso de dois ou três meses. Ou seja, a partir de setembro, vamos poder acelerar a reabertura da economia e ver os índices de contaminação e mortes de Covid caindo bastante”, observou.

Segundo o economista, com o avanço da vacinação e com o mundo crescendo mais, o mercado está olhando com perspectivas bastante otimistas para essa recuperação cíclica da economia brasileira nesse e no próximo ano. “Tem algumas incertezas? Tem! São muitas? São, mas a gente está num cenário de recuperação que é muito melhor do que o que a gente tinha a quatro, cinco anos atrás nesse País”, avaliou.

Já a participação de Guilherme Pini na reunião-almoço da CIC Caxias buscou traduzir as perspectivas do cenário apresentados por Mansueto Almeida e aplica-las dentro dos portfólios de investimentos. Segundo o head do BTG Pactual Advisors, diversificação de investimentos, considerando até mesmo alocações internacionais, e aumento da volatilidade são dois aspectos que precisam ser observados ao se olhar para o comportamento de indicadores como inflação e juros. “A primeira recomendação que fizemos aos clientes é ter a alocação estratégica, mas ter também um pouco mais de caixa no curto prazo”.

Pini também que, dentro dos esforços para expandir a capacidade de distribuição do banco, a instituição tem planos para abrir um breve um escritório em Caxias do Sul da Divisão BTG Pactual Advisors, comandada por ele.

O presidente da CIC Caxias, Ivanir Gasparin, salientou que o tema debatido na reunião-almoço de hoje cumpre com o objetivo do evento, que é provocar reflexões relevantes sobre temas da atualidade, apontando caminhos e sinalizando tendências. Para Gasparin, a reunião-almoço semanal é uma oportunidade para as empresas associadas discutirem e se atualizarem sobre temas relevantes ao cenário econômico, político e social do País e do mundo, sob a ótica de renomados palestrantes.

Foto: Francine Spiller/CIC Caxias

Divulgação Sabe Caxias:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *