SAS Plastic dobra seu parque fabril e projeta crescimento de 35% para 2021 e 100% para os próximos cinco anos

No ano em que completa três décadas, empresa de Flores da Cunha prevê expansão de mercado e
lançamento de novos produtos para o setor moveleiro

Ivanir Stuani, fundador da SAS Plastic

A SAS Plastic inicia 2021 com sólidas perspectivas de crescimento. No ano em que completa três décadas de mercado, a empresa de Flores da Cunha, na Serra Gaúcha, dobrou a área de seu parque fabril – 2500 metros quadrados para 5500 – graças a um efetivo crescimento de 15% dos negócios em 2020, mesmo durante a pandemia de Coronavírus. Os bons resultados permitiram uma projeção de crescimento de 35% para este ano e de 100% para os próximos cinco. O ano de aniversário também contempla a construção de um showroom junto à fábrica, um amplo espaço para o cliente conhecer as soluções e ideias que a conectam ao setor moveleiro, além de melhorias nos processos de gestão junto aos seus 80 colaboradores.

As metas da SAS Plastic foram estipuladas com base na expansão de seu parque fabril, nas perspectivas de novos mercados em desenvolvimento e em ações para melhoria de processos e resultados, como um Planejamento Estratégico envolvendo todos os setores fabris. As projeções também ganharam respaldo a partir de uma análise do histórico do comportamento do consumidor no setor moveleiro. “O mercado moveleiro obteve um crescimento exponencial no último ano motivado por diversos fatores, entre eles o fato de as prioridades do orçamento familiar ser ajustadas durante a pandemia, em muitos casos direcionando os investimentos para o bem estar e melhorias das moradias e instalações residenciais, diretamente ligadas ao nosso mercado. O fato da limitação de atividades rotineiras como viagens, festas, eventos e a necessidade da prática do home office elevou, em muitas regiões, o mercado moveleiro a uma necessidade básica”, observa Éderson Stuani, que comanda a SAS Plastic ao lado da irmã, Josiele, e do pai, Ivanir, fundador da empresa.

Somado a essa mudança comportamental, a SAS investiu em seu parque fabril buscando aumento da sua capacidade produtiva, com lançamentos de novos mercados e expansão territorial. “Esse processo teve início há alguns anos, de forma sólida e constante. A expansão foi necessária para manutenção do atendimento do mercado atual, mantendo as premissas de qualidade e agilidade, valores muito conhecidos e de relevância dos parceiros da empresa”, destaca Éderson, lembrando que a SAS Plastic  também investe constantemente em tecnologia e automação, em resposta às exigências do mercado e possibilidades de expansão. Atualmente, a empresa exporta para países como Alemanha, México, Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Chile, Peru, Equador, Colômbia, Venezuela, Angola, República Dominicana, Guatemala, Panamá, Costa Rica e Honduras.

 Respeito ao meio-ambiente

Além do setor moveleiro, para o qual são fornecidos produtos de zamak, de aço, de plástico e kits de ferragem, a SAS Plastic atua em outros segmentos, como o setor hospitalar, linha de utensílios domésticos, linha mecânica, automotiva e agrícola, com o desenvolvimento de soluções específicas para os clientes em diversas formas. Toda essa produção demanda extremo cuidado com o meio-ambiente, o que tornou a SAS Plastic uma empresa modelo também nesse sentido. Todos os materiais oriundos de seu processo produtivo são reciclados, a exemplo das resinas, que depois do primeiro processamento são reutilizadas em outros produtos, bem como o plástico das embalagens e as caixas de papelão. Os aços e zamak são enviados para o fornecedor e voltam em forma de matéria-prima para serem utilizados novamente.

Divulgação:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *