UCS e Embrapa Uva e Vinho assinam nota técnica para criação da denominação de origem de espumante natural ‘Altos de Pinto Bandeira’

Documento que delimita indicação geográfica embasa solicitação de registro ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), que cabe à Associação dos Produtores de Vinho de Pinto Bandeira (Asprovinho)

Reitor Evaldo Kuiava; prof. Ivanira Falcade; José Fernando Protas (chefe geral) e Jorge Tonietto (pesquisador de Zoneamento), da Embrapa Uva e Vinho; e chefe de Gabinete da UCS, Gelson Rech.

Mais uma área de indicação geográfica vitivinícola está prestes a ser oficializada na Serra Gaúcha. O reitor da Universidade de Caxias do Sul, Evaldo Kuiava, e o chefe-geral da Embrapa Uva e Vinho, José Fernando da Silva Protas, assinaram, nesta semana, a documentação técnica para a delimitação da denominação de origem (DO) de espumante natural ‘Altos de Pinto Bandeira’. A solicitação de registro, por sua vez, será feita pela Associação dos Produtores de Vinho de Pinto Bandeira (Asprovinho) ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

A área da denominação de origem de espumante natural Altos de Pinto Bandeira possui 65 km² de área contínua, sendo 76,6% localizada no município de Pinto Bandeira, 19% em Farroupilha e 4,4% em Bento Gonçalves. Contempla integralmente a viticultura existente para a elaboração do produto designado na DO, bem como o conjunto de vinícolas produtoras do vinho-base e do espumante natural.

A delimitação abrange uma área homogênea da produção atual e do potencial da DO, com altitudes entre 520 e 770 metros. Devido às condições térmicas, o ciclo vegetativo da videira no local é um pouco mais longo em relação à média da região. A interação do clima com o solo, sistema de cultivo e período de colheita confere características específicas às uvas produzidas na área delimitada – e, consequentemente à cor, aroma, paladar e estrutura da bebida elaborada.

Trabalho conjunto oficializou seis indicações geográficas

Desde 1993, a parceria entre UCS, Embrapa Uva e Vinho, Embrapa Clima Temperado e UFRGS, em conjunto com associações de produtores de uva e vinho e instituições de apoio, resultou no reconhecimento das seguintes indicações de procedência de vinhos e espumantes: ‘Vale dos Vinhedos’, ‘Pinto Bandeira’, ‘Altos Montes’, ‘Monte Belo’ e ‘Farroupilha’, além da DO Vale dos Vinhedos. Estão em processo de registro as indicações ‘Campanha Gaúcha’, ‘Vale do São Francisco’ e, agora, a DO ‘Altos de Pinto Bandeira’.

“As indicações geográficas no âmbito da vitivinicultura foram importante contribuição da UCS à sociedade regional, colaborando para que esta atividade e cultura alcançasse um novo patamar qualitativo, projeção e reconhecimento internacional”, destaca a professora Ivanira Falcade, coordenadora institucional do trabalho pela UCS, acrescentando que as pesquisas foram viabilizadas com aporte de recursos públicos (da Fapergs, FINEP, CNPq, Embrapa e Ministério da Agricultura), bem como das associações de produtores.

Foto: Divulgação/UCS

Acesse ao programa Sabe Caxias by Bitcom – notícias de seu interesse

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *