Derico & Trio Brasa Gente e Yamandu Costa abrem e encerram o Let’s Jazz! Festival, em Caxias do Sul

Roberto Menescal, considerado um dos pais da Bossa Nova, completa o trio de atrações principais do evento que será realizado nos dias 27, 28 e 29 em maio, no Jockey Clube. Ingressos limitados já estão à venda

Derico Crédito Werner Heilig

Faltando um mês para o início do Let’s Jazz! Festival, o multi-instrumentista de renome nacional Derico se prepara para subir ao palco no primeiro dia com muitas novidades. Famoso pelo protagonismo nos extintos programas comandados por Jô Soares na Globo e no SBT, o talentoso artista se apresentará, no dia 27 de maio, pela primeira vez na cidade em evento aberto ao público. Completam o trio headliners os

músicos Roberto Menescal, que faz show no dia 28, e Yamandu Costa, que toca no dia 29, após turnê internacional.  

O festival também terá a participação de artistas da região e de Porto Alegre, com shows da Mamma Doo, Quarteto New Orleans, Luana Pacheco e trio, Camila Toledo Tributo a Billie Holiday, Gisa Londero, DJ Jamur Bettoni com o projeto Orchestra Invisível, além de Jam Sessions, que reunirão músicos das bandas participantes para apresentações informais e cheias de improvisos que marcam o gênero.

O show de Derico & Trio Brasa Gente será no dia 27 de maio (sexta-feira), às 21h, no palco principal (Dixiland Stage), e apresentará o set list do álbum “Um a Zero”, lançando antes da pandemia, na França e em Portugal e em festivais de jazz no Brasil.

“É um repertório voltado para divertir as pessoas. Tocamos versões de músicas pop para que o público cante junto. A expectativa para esse show em Caxias é a melhor possível, porque tenho percebido que essa volta do público aos eventos tem sido com mais tranquilidade. Isso, somado ao repertório que influencia na receptividade das pessoas, nos deixa bastante ansiosos”, garante o músico.

A participação de Derico logo no primeiro dia vai ao encontro de um dos objetivos do festival, que é desmitificar a ideia de que o jazz é apreciado apenas pelas classes mais altas.

“Tenho uma interatividade muito grande com as pessoas durante todo o espetáculo e isso ajuda a quebrar o gelo e tirar esse estigma do jazz como um estilo elitista. Não tem nada a ver. A música instrumental é igual às demais, apenas sem a voz. Quando as pessoas entendem isso elas acabam tendo uma experiência extremamente positiva num show de jazz, de música instrumental”, arremata Derico.

Yamandu Costa (4) Crédito Fernanda Nigro

Depois de tour pelos EUA e Europa, Yamandu volta a Caxias do Sul

Outra atração de expressão nacional e internacional, Yamandu Costa fechará o festival no domingo (29), às 19h, após turnê nos Estados Unidos e na Europa. Yamandu tocou em cidades como Nova York, Seattle e São Francisco, em abril, levando a música de raízes sul-americanas para grandes centros culturais da terra do Tio Sam. Já a turnê europeia vai ocorrer entre os dias 12 e 15 de maio e passará pela Alemanha e Áustria.

Yamandu conta que a sua ligação com Caxias do Sul é quase umbilical, por ter sido um cenário importantíssimo no início da trajetória como violonista.

“A minha relação com Caxias é muito profunda porque faz parte da minha formação musical, desde quando frequentava o festival Campos dos Bugres. Nesta época, por volta de 1994, passava muito tempo na cidade, na casa de um grande amigo, o Xiruzinho. Depois fiz trabalhos com o grande acordeonista Oscar dos Reis, além da amizade com o violonista Lucio Yanel, que foi e continua sendo a minha grande inspiração”, revela.

Com mais de 20 prêmios e indicações, incluindo três para o Grammy Latino, Yamandu tem 25 álbuns e quatro DVDs em sua discografia, além de dezenas de participações como músico convidado. O violonista é influenciado por nomes como Raphael Rabelo, Baden Powell, Tom Jobim, Astor Piazzolla e Django Reinhart, além do violonista argentino radicado em Caxias do Sul, Lucio Yanel.

“Eu tenho muitas referências, desde o próprio Lucio Yanel e o violão argentino, do chamamé, da milonga e também de muitos guitarristas de jazz que eu ouço. Sou um quebra-cabeças de referências musicais. A gente vai ouvindo muita coisa e desenvolvendo o próprio estilo através destas referências”, explica.

Yamandu já tocou em festivais como Free Jazz Festival (Rio de Janeiro e São Paulo), Festival de Vancouver e Montreal Jazz Festival (Canadá), além de shows marcantes em Portugal, Áustria, Itália, Japão e países da América do Sul.

Para o concerto que encerra do Let’s Jazz! Festival, o músico que ficou conhecido internacionalmente pelo virtuosismo com o violão de sete cordas deverá fazer um apanhado das últimas composições, feitas durante a pandemia.

Divulgação Sabe Caxias:

Ingressos à venda

A primeira edição do Let’s Jazz! Festival ocorre nos dias 27, 28 e 29 de maio, no Jockey Clube Multieventos, às margens da RS-122, entre Caxias do Sul e Farroupilha, na Serra Gaúcha. Os ingressos limitados estão à venda por R$ 100, incluindo as opções de meia-entrada (R$ 50), além dos bilhetes popular (R$ 50) e meia-entrada popular (R$ 25), que visam a inclusão social.

As entradas podem ser adquiridas pelo site www.blueticket.com.br ou presencialmente nas unidades da Pane & Salute Padaria e Confeitaria em Caxias do Sul (colocar o endereço das duas). Mais informações e reservas pelo WhatsApp da Release Produtora, através do (54) 9.9255.6410.

O Let’s Jazz! Festival é uma realização de Lis Taufer Eventos, com produção de Release Produtora. O evento é patrocinado por Empresas Randon e Racon Consórcios, Supermercados Andreazza, Nutrire, Multiflon e Suplay, com apoio do Jockey Clube Multieventos, Oito Tempo Danças de Salão, Allegro Escola de Música e Pane Salute. O projeto é financiado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, por meio da Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal e Pátria Amada Brasil.

SERVIÇO
Let’s Jazz! Festival  

Quando: 27, 28 e 29 de maio de 2022
Local: Jockey Clube Multieventos (RS-122, Km 67, 250), em Caxias do Sul (RS)
Horários de início: dia 27 (sexta), às 17h; dia 28 (sábado), às 16h; e dia 29 (domingo), às 15h
Ingressos: R$ 100 (plateia inteira), R$ 50 (meia-entrada), R$ 50 (plateia popular) e R$ 25 (plateia popular meia-entrada)
Pontos de venda: os ingressos podem ser adquiridos pelo site www.blueticket.com.br  ou presencialmente nas unidades da Pane & Salute Padaria e Confeitaria em Caxias do Sul (na Av. Julio de Castilhos, 976 – Lourdes ou na Rua Padre Alberto Luiz Lamonato, 186 – Vinhedos). Informações e reservas exclusivamente pelo WhatsApp, através do (54) 9.9255.6410.
Mais informações: pelo (54) 9.9255.6410, pelo site www.letsjazzfestival.com.br ou pelas redes sociais do evento, em @letsjazzfestival no Instagram e no Facebook

PROGRAMAÇÃO

Dia 27/05 (sexta-feira)
Abertura dos portões: 17h
18h: DJ Jamur – Orchestra Invisível | Palco principal – Dixiland Stage
18h30min: Jam Session | Palco 2 – Allegro Stage
19h30min: Mamma Doo | Palco 2  – Allegro Stage
21h: Derico & Trio Brasa Gente | Palco principal – Dixiland Stage
22h30min: Quarteto New Orleans | Palco 2 – Allegro Stage
Encerramento: DJ Jamur – Orchestra Invisível | Palco principal – Dixiland Stage

 

Dia 28/05 (sábado)   
Abertura dos portões: 16h
17h: DJ Jamur – Orchestra Invisível | Palco principal – Dixiland Stage
17h30min: Jam Session | Palco 2 – Allegro Stage
19h: Luana Pacheco e Trio | Palco 2 – Allegro Stage
21h: Roberto Menescal | Palco principal – Dixiland Stage
22h30min: Gisa Londero e Trio | Palco 2 – Allegro Stage
Encerramento: DJ Jamur – Orchestra Invisível | Palco principal – Dixiland Stage

Dia 29/05 (domingo)            
Abertura dos portões: 15h
16h: DJ Jamur –  Orchestra Invisível | Palco principal – Dixiland Stage
17h30min: Camila Toledo tributo a Billie Holiday | Palco 2 – Allegro Stage
19h: Yamandu Costa | Palco principal – Dixiland Stage
Encerramento: DJ Jamur – Orchestra Invisível | Palco principal – Dixiland Stage

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *