Vereadora critica redução de horários do transporte coletivo urbano

Tatiane Frizzo repudiou ação da concessionária

A vereadora Tatiane Frizzo utilizou o espaço de declaração de líder, na Sessão da Câmara desta terça-feira (23/11), para destacar a redução de horários do transporte coletivo urbano, na última sexta-feira (19/11). Na ocasião, a Visate, concessionária do serviço, diminuiu 50% da circulação das linhas de ônibus, com alegação de dificuldades financeiras para operar.

Para garantir a normalização do serviço, a Prefeitura de Caxias do Sul, com mediação do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC-TJRS), firmou acordo com a empresa, para o pagamento emergencial de R$ 4 milhões, por conta do prejuízo do atual contrato.

Durante o início da manifestação na tribuna, a parlamentar agradeceu a agilidade do trabalho do titular da pasta de Trânsito, Transportes e Mobilidade, Alfonso Willenbring Júnior, e do prefeito Adiló Didomenico, que normalizaram o atendimento aos usuários.

Segundo a parlamentar, a ação da concessionária foi irresponsável, por prejudicar os trabalhadores. Ela também destacou que a empresa não realizou o aviso prévio, sobre a interrupção parcial das operações. “Essa ação é uma irresponsabilidade, por parte da concessionária. Deixar as pessoas que estavam programadas para irem na Unidade Básica de Saúde, para irem ao trabalho. Temos que deixar o nosso repúdio a esse tipo de ação, que prejudicou a população”, pontuou.

A vereadora também salientou que o Legislativo será importante para debater o futuro dos meios de transporte da cidade. “Esta Casa tem o papel fundamental para o amplo debate a respeito de como será o transporte público do futuro. Precisamos conseguir um subsídio justo, que chegue às famílias que mais necessitam, que incentive que mais pessoas utilizem o serviço”, acrescentou.

De acordo com Tatiane Frizzo, outras alternativas de transporte devem ser exploradas, como a utilização da bicicleta, pauta recorrente do seu mandato. “Devemos pensar em ciclovias e ciclofaixas, em utilizar a bicicleta como meio de locomoção. Diante das constantes altas dos combustíveis, que afetam diretamente às famílias mais vulneráveis, devemos investir em infraestrutura, que permita que o trabalhador utilize com segurança a bicicleta. Eu tenho certeza que inúmeras famílias chegariam no final do mês com mais arroz, feijão e com todos os alimentos garantidos em suas mesas.

Devido a interrupção parcial dos ônibus do transporte coletivo urbano, a Justiça determinou que caso ocorra novamente a paralisação do serviço, a empresa terá que pagar multa diária de R$ 100 mil. O Executivo e a concessionária farão um grupo de trabalho para revisão do contrato vigente e da tarifa do transporte público para o próximo ano.

FOTO: DOUGLAS BARRETO / DIVULGAÇÃO

Divulgação Sabe Caxias:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *