Bestlink: app conecta indústria e comércio

No estilo das grandes redes supermercadistas, app destinado ao pequeno e médio varejista e atacadista, possibilita a compra direto de fábrica e oportuniza competitividade em um clique.

Imagens do App Begin Marketing de Relacionamento

Democratizar o acesso à indústria para o pequeno e médio comerciante em uma solução virtual com dispositivo inédito de negociação. Esse é o propósito do Bestlink, que será lançado no dia 12 de julho de 2021: uma plataforma de gestão de compras para o comércio criada para conectar os varejistas e atacadistas às indústrias pela compra direta, contribuindo para reduzir custos e proporcionar compras seguras com pagamento facilitado pelo Pix, cartão de crédito ou e todas as demais formas de pagamentos diretamente com a indústria com um sistema para conectar as indústrias de forma on-line. Assim como todos os grandes negociadores compram direto de fábrica, comerciantes, independente do porte do negócio, poderão negociar diretamente com a indústria.
Com um investimento inicial que ultrapassa os R$500 mil, o Bestlink tem uma equipe de negociadores que homologam as indústrias, negociam os custos, as tabelas, o prazo de entrega e disponibilizam tudo isso em uma plataforma simples para o comerciante comprar direto da fábrica com as negociações já realizadas pela central. Além disso, há também a possibilidade de chat em que os compradores podem conversar com a indústria, trocar informações e inclusive negociar a possibilidade de condição especial. Podendo também, acionar os negociadores da central e pedir algum item ou fornecedor que estejam precisando em seu comércio. São mais de 50 fornecedores, com mais de 4 mil itens já cadastrados na plataforma e realizando a operação. Neste período inicial de teste, são 20 clientes compradores, mas a perspectiva é ultrapassar os 10 mil inscritos do varejo nesta plataforma nacional, que traz produtos para supermercados, farmácia, escritório e produtos de limpeza.
O Bestlink contribui para a geração de empregos movimentando a economia para quem compra da indústria e para quem compra de quem compra: “O nosso papel está também em estimular o empreendedorismo com a abertura de novos negócios para a retomada da economia, facilitando o acesso para comprarem direto de fábrica, possibilitada pelas negociações e fornecedores disponíveis na plataforma. Agora, só não compra direto de fábrica, direto do produtor e direto do frigorífico quem não quiser. Nos próximos meses até direto de outros países…”, afirma Rafael Hübler, idealizador do Bestlink, com experiência de mais de 20 anos como diretor e executivo nas grandes redes supermercadistas do país. Afinal, sempre que um novo comércio abre as portas, a economia local se fortalece. As micro e pequenas empresas (MPE) cresceram 83% entre 2011 e 2019 e cada vez mais, movem a economia do Brasil, representando hoje, 30% do PIB, 54% do total dos empregos formais, sendo que 40% se concentram no varejo.
O Bestlink é um suporte de negociação para os comerciantes terem uma equipe de negociadores a disposição, que promove vantagens para as indústrias venderem mais e para o comércio utilizar a plataforma de forma efetiva se tornando mais competitivo em diversos fatores. Entre as principais vantagens estão proporcionar competitividade, redução de custos e consequente melhoria das margens de lucros, a centralização em uma área de compras, força de negociação e maior volume de negociação com profissionais treinados para as negociações e também negociação direta com as grandes indústrias. “Nosso contato direto com as diretorias das indústrias ajuda muito neste trabalho e propicia um melhor relacionamento geral para todos os comerciantes que fizerem parte da nossa rede” afirma Hübler. A plataforma ainda oferece ferramentas de compras com indicadores, analise de algoritmos, inteligência artificial, observação de tendências e cotações para a tomada de decisão. Trata-se de um app exclusivo para indústrias, frigoríficos, produtores rurais e importadores: “Estamos criando a central de negociação, gestão e compras para o pequeno e médio varejo estar unido em uma grande rede de comércio. Nosso objetivo é que o Bestlink, torne a união de todos os comerciantes, na maior rede do mundo,” afirma Hübler. Além disso, a equipe de negociação faz avaliação dos fornecedores e a negociação para a garantia de preços competitivos para a realização dos pedidos incluindo visualização dos produtos, pagamento e controle logístico.
Vale lembrar que o Bestlink já conta com negociadores ativos no RS, SC, RJ e SP. Outra novidade são as condições para acesso à importação direta de outros países que está sendo desenvolvida para que todos os comerciantes, independentemente do tamanho, possam realizar.

Divulgação Sabe Caxias:

Acesso gratuito em 2021
O acesso na plataforma é gratuito para fornecedores, sem mensalidades ou verbas para cadastro, as exigências são as condições de vendas como a tabela, as promoções, os prazos de entrega e o pedido mínimo. Compradores têm acesso gratuito para todas as funcionalidades até dezembro de 2021. A partir de 2022, serão disponibilizados planos de acessos que distribuem as funcionalidades, com modalidades gratuitas, Standart e Premium. Para os compradores, o Bestlink é uma oportunidade de ter acesso direto com a fábrica, ampliar o mix de produtos com otimização no tempo de atendimento e de ter negociadores trabalhando para eles. “Já tive um supermercado, sei como é a vida e a rotina de um comerciante. Com o Bestlink, queremos contribuir para que os comerciantes para que eles possam focar exclusivamente na operação do negócio” afirma Hübler.

Serviço
O lançamento oficial do BestLink será no dia 12 de julho de 2021, às 15 horas.

O fundador do BestLink
Rafael Hübler* é o CEO da BestLink. Bacharel e especialista em Administração de Empresas, Gerenciamento por Categorias, Varejo e Atacado, é professor de MBA, Empreendedor e Negociador. A jornada empresarial foi construída em grandes redes como Walmart, Carrefour, SONAE e Grupo Zaffari, atuando por 20 anos como diretor e executivo destas grandes redes nas áreas comercial, de operações, logística e marketing em diferentes negócios como hipermercado, supermercado, atacado, distribuidor, posto de combustível, farmácia, restaurante, cafeteria, fotocenter e e-commerce. Ele também teve a experiência de comandar o próprio supermercado em Caxias do Sul antes de voltar para as grandes redes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *