EDITORIAL SABE CAXIAS – O GOSTO DE ATACAR A IMPRENSA É UMA PERVERSÃO AUTORITÁRIA

Os ataques coordenados ao trabalho da imprensa, a mando do Prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella, registrados pela Globo nesta terça-feira, são profundamente preocupante. Há um ditado popular que diz: “Quem não deve não teme”. A Globo é a inimiga número um dos bolsonaristas e seus seguidores. Mas, não é paranóia pensar que o comportamento regular de ataque ao trabalho da imprensa livre se espalhe por quem discorde de governos autoritários. Empresas como Folha de São Paulo, Bandeirantes, O Estado de São Paulo e outros também já foram atacadas, através de agressões aos seus repórteres. Nesta edição de Sabe Caxias, trazemos um alerta dos perigos do controle a mídia por governos totalitários. O pior de todos os propagandistas, o do holocausto nazista foi mestre do mal no controle da mídia. Nem mesmo a fração de escalas autoritárias devem ser aceitas em silêncio. Políticos devem ser transparentes. Quando denúnciados ou com medo de denúncias, facilmente encontram-se no rol de criminosos. Usar dinheiro público para atacar o trabalho da informação é ainda mais nefasto. Ninguém deve aceitar este tipo de ataque em sã consciência. Seja Globo, seja qualquer imprensa. O direito de informar e discordar é parte da democracia. Qualquer atitude em contrário será sempre somada nas tentativas de golpe e ilusionismo que aventureiros do poder fazem em países que permitem a ação do fundamentalismo como forma de atingir objetivos de grupo, o que afeta profundamente o conjunto da obra na construção de uma identidade nacional livre, democrática e com alternância de poder. Mais um recente sinal de alerta do que são capazes fanáticos extremistas. Cometer crimes com o dinheiro público para mentir para a sociedade sobre suas ações. Os sinais vem sendo dados. O Brasil está em alerta. Acompanhemos em seguida uma matéria ilustrativa.

Confira o programa Sabe Caxias by Bitcom sobre este assunto:

https://www.facebook.com/bitcomtv/videos/587863102096988

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *