Codeca desenvolve ações para enfrentamento do coronavírus

A Companhia estabeleceu uma Ordem de Serviço com medidas imediatas
Devido ao avanço da pandemia do coronavírus (covid-19) e os recentes protocolos emitidos pela Organização Mundial da Saúde e demais entidades competentes da saúde, a Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul (Codeca) adotou medidas imediatas para conter a propagação do vírus em resposta à emergência de saúde pública de forma equilibrada. O documento tem vigência a partir desta quinta-feira (19/03).
Considerando que o trabalho prestado pela Codeca é tratado como serviço público essencial, não podendo ser interrompido conforme a legislação local, a empresa estabeleceu uma Ordem de Serviço que dispõe sobre medidas de enfrentamento do vírus. A diretoria da Companhia determinou que todos os funcionários utilizem os lavatórios para higienização de mãos e rosto com água e sabão, com a maior frequência possível, especialmente no início e ao final da jornada de trabalho.
Além disso, a Codeca deliberou que trabalhadores acima de 60 anos, gestantes, portadores de doenças respiratórias graves e pessoas que apresentem sintomas como tosse, febre, coriza, espirros e dificuldade respiratória sejam liberados do trabalho até o dia 02/04/2020. Em todos os casos não haverá desconto na remuneração.
Além da afixação de cartazes sobre formas de prevenção da pandemia, orientações de higienização, uso correto das máscaras e cópias da própria Ordem de Serviço, a empresa disponibilizou nos setores administrativos e operacionais máscaras respiratórias (modelo PFF2) e álcool em gel.
Também está sendo disponibilizado álcool líquido dentro dos veículos para a higienização das mãos e a limpeza das cabines dos caminhões durante a inspeção visual. Neste período ainda estão suspensas as atividades odontológicas da empresa, com atendimento somente em casos de urgência e emergência. Todos os eventos e jogos que estavam agendados para ocorrer no campo de futebol, salãozinho e CTG da Codeca foram cancelados.
O diretor administrativo-financeiro, Luís Felipe Burtet, explica que a Companhia não vai parar e o decreto municipal prevê um quadro mínimo de 50% das equipes trabalhando. “O mundo vive uma situação atípica, mas a Codeca está no rol dos serviços essenciais à população e, por isso, precisamos seguir trabalhando para evitar que agentes biológicos se proliferem e tragam outros tipos de patologias para quem já está com a saúde debilitada”, esclarece.
Não existe nenhum caso confirmado de coronavírus na Codeca.

 

*Fotos: Vitorperis da Costa e Gustavo Tamagno Martins

ASSISTA AO PROGRAMA SABE CAXIAS by BITCOM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *