Aprovada a reinstalação da Frente Parlamentar em Defesa da Codeca

As atividades do grupo de vereadores terão duração até 31 de dezembro de 2020

– Sessão Representativa – Vania Marta Espeiorin

A reinstalação da Frente Parlamentar em Defesa da Codeca (Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul) foi aprovada por unanimidade, em sessão da Comissão Representativa, na manhã desta terça-feira (07/01). Conduzida pelo presidente em exercício da Câmara Municipal, vereador Paulo Périco/MDB, a plenária aconteceu no auditório do Centro Administrativo, em decorrência de problemas de energia elétrica, no prédio do Legislativo. O ato também marcou o retorno de Tibiriçá Maineri ao Parlamento. Primeiro suplente do Republicanos, pelos próximos 60 dias, ele substituirá o titular da vaga, Chico Guerra, hoje suspenso das funções legislativas.

A retomada daquele grupo parlamentar consta do requerimento 177/2019, assinado pelos vereadores Adiló Didomenico/PTB, Alceu Thomé/PTB, Arlindo Bandeira/PP, Edio Elói Frizzo/PSB, Kiko Girardi/PSD, Rafael Bueno/PDT, Renato Oliveira/PCdoB e Rodrigo Beltrão/PT, além do ex-vereador Renato Nunes/PR. As atividades da frente terão duração até 31 de dezembro de 2020. As bancadas partidárias já estão aptas a indicarem membros.

Presidente da Frente em Defesa da Codeca ao longo de 2019, o vereador Adiló Didomenico/PTB usou a palavra. Lembrou que, na apresentação do requerimento, em 16 de dezembro passado, a companhia enfrentava risco de paralisação nos serviços de coleta. Segundo ele, os servidores reagiram às possibilidades de corte do vale-alimentação e do não pagamento de salário. “Foi por meio de intervenção do grupo parlamentar, junto com sindicatos, que o trabalho não parou durante as festas de fim de ano”, enfatizou o petebista.

De acordo com Adiló, a estimativa é de que o prejuízo, na Codeca, se encontre na ordem de R$ 20 milhões. Atentou que recursos de janeiro deste ano haviam sido antecipados, para o custeio de folha salarial de dezembro. Afirmou que, entre as cidades brasileiras com mais de dez mil habitantes, Caxias é a única que detém o controle próprio sobre as áreas de água, esgoto, lixo, capina e varrição.

As sessões representativas transcorrem no período do recesso parlamentar, uma vez por semana, às terças-feiras, para deferir requerimentos, moções, votos e licenças. Para este mês, ainda estão previstas outras três plenárias, nas datas de 14, 21 e 28, sendo todas no Centro Administrativo. O ano legislativo inicia-se no próximo dia 4 de fevereiro (uma terça-feira), também às 8h30min, com a primeira sessão ordinária de 2020.

Fazem parte da Comissão Representativa (cada bancada partidária indica um vereador) Alceu Thomé/PTB, Arlindo Bandeira/PP, Denise Pessôa/PT, Edio Elói Frizzo/PSB, Elisandro Fiuza/Republicanos, Kiko Girardi/PSD, Paula Ioris/PSDB, Paulo Périco/MDB, Renato Oliveira/PCdoB, Tatiane Frizzo/Solidariedade e Velocino Uez/PDT, além dos membros da Mesa Diretora de 2020: Paulo Périco/MDB (presidente em exercício), Alceu Thomé/PTB (2º vice-presidente), Tatiane Frizzo/Solidariedade (secretária) e Alberto Meneguzzi/PSB (2º secretário).

Nesta quinta-feira (09/01), às 8h30, no Teatro Municipal Pedro Parenti, ocorrerá a sessão extraordinária para a eleição indireta a prefeito e vice-prefeito da cidade. Em chapa única, concorrerão os vereadores Flávio Cassina/PTB (candidato a chefe do Executivo) e Frizzo (candidato a vice). Apenas, os parlamentares da Casa terão direito a voto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *