Série Dicionários mergulha na poesia de Luiz Coronel

Dicionário Luiz Coronel – Capa

A série literária Dicionários, realizada pelo Grupo Zaffari, chega a sua 15ª edição homenageando um escritor intimamente ligado ao projeto, o gaúcho Luiz Coronel. Editor e criador da série, Coronel é uma referência no panorama cultural contemporâneo do Rio Grande do Sul e autor de mais de 70 títulos reconhecidos pelo público e crítica, como as antologias de poemas “Concerto de Cordas” e “Vou atar meu coração na cauda d’uma pandorga”, além de livros infantis e textos sobre o universo gauchesco. O autor é também o quinto escritor gaúcho a figurar na série Dicionários, sendo precedido por Erico Verissimo, Mario Quintana, Luis Fernando Verissimo e Carlos Nejar.

 

Intitulado “Luiz Coronel, um domingo ensolarado”, o livro apresenta 1.000 verbetes organizados em ordem alfabética que permitem um verdadeiro mergulho na obra do autor. A cada nova letra do alfabeto, são apresentados textos assinados por personalidades do universo da literatura, música e artes que destacam elementos da obra de Luiz Coronel, tais como Fafá de Belém, Lya Luft, Armindo Trevisan e Antonio Hohlfeldt. Ao final da publicação, o livro reúne ainda mais de 50 depoimentos de nomes consagrados sobre a importância da produção literária do autor, dentre os quais Carlos Drummond, Millôr Fernandes, Manoel de Barros e Juca de Oliveira.

publicidade:

 

Ficha Técnica

A coordenação da seleção dos verbetes é da doutora Janaína de Azevedo Baladão, com a supervisão geral do Departamento de Marketing do Grupo Zaffari e Opus Promoções. O projeto gráfico e a direção de arte do livro são de Simone M. Pontes, da TAB Marketing Editorial. Com tiragem de 4.500 cópias, a obra será enviada a bibliotecas públicas, universidades, instituições culturais, formadores de opinião e autoridades.

 

 

 

A série Dicionários é uma realização do Grupo Zaffari composta pelos títulos:

 

1. Erico Veríssimo, o Tempo e o Vento a Passar (2005)

2. Mário Quintana, a Quinta Essência de Quintana (2006)

3. Guimarães Rosa, uma Odisseia Brasileira (2007)

4. Machado de Assis, ontem, hoje e sempre (2008)

5. Gabriel Garcia Márquez, a Magia Literária da América (2009)

6. Willian Shakespeare, as múltiplas faces de um gênio (2010)

7. Fernando Pessoa, um poeta predestinado (2011)

8. Carlos Drummond de Andrade, a Dimensão Lírica do Cotidiano (2011)

9. Luis Fernando Verissimo, Quando a Lucidez Não Perde a Graça (2012)

10. Miguel de Cervantes, O sagrado Direito de Sonhar (2013/14)

11. Clarice Lispector, a transcendental visão do quotidiano (2015)

12. Mário e Oswald de Andrade, o Texto e Contexto da Modernidade Brasileira (2016)

13. Carlos Nejar, um homem do pampa (2017)

14. Virgínia Woof, o esplendoroso abismo da imaginação (2018)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *