Documentário caxiense conta a vida de João Spadari Adami

Filme narra a história de importante figura pública da cidade

Crédito Rachel Zílio

Quem era João Spadari Adami em sua intimidade e como era seu relacionamento com família, clientes e conterrâneos? Essas perguntas tentam ser respondidas no documentário O Guardador De Histórias – João Spadari Adami, que teve suas gravações encerradas há poucos dias e será finalizado entre dezembro e janeiro próximos.

Com roteiro e direção de Le Daros, o filme busca retratar Adami além da imagem de homem público. Seu modo de agir e pensar e suas relações foram resgatadas no documentário, que possui montagem especial: além de depoimentos de parentes, amigos e conhecedores da história de João, há sequências de recriação ficcional.

João Spadari Adami nasceu em Caxias do Sul, no ano de 1897. Filho de imigrantes italianos, Adami era rebelde, frequentou a escola por pouco tempo e logo se dedicou a aprender os ofícios que levaria pelo resto da vida: barbeiro e alfaiate. O fato de possuir pouco estudo não atrapalhou sua paixão pela história. Movido por este amor e com olhar visionário, Adami tornou-se historiador autodidata, resgatando e preservando as memórias caxienses.

Para Le Daros, diretor e roteirista do documentário, é muito importante que a história de João Spadari Adami seja contada, “pela importância que ele teve e tem para a memória de Caxias”. Daros continua, comentando que João “foi um visionário em uma época onde praticamente ninguém se importava em documentar fatos epreservar registros históricos, pesquisando e se dedicando de forma espontânea, apenas por acreditar que sim, seus achados teriam importância para as gerações futuras. O que de fato veio a ocorrer, já que seus registros e documentos serviram de base para muitos estudos posteriores”.

Le ainda comenta que o Arquivo Municipal João Spadari Adami faz um ótimo trabalho “na preservação de nossa memória e, certamente, deixaria Adami feliz por ver o quão bem cuidado tem sido seu acervo e o de todas as famílias e entidades que lá depositaram os seus”. Sobre isso, o diretor ainda fala que um dos objetivos do filme é mostrar, de forma indireta, “a riqueza de informações disponível naquele espaço”.

O documentário contará com cenas rodadas no Arquivo Histórico Municipal João Spadari Adami e na residência de Serenita Giazzon, filha de João. Terá depoimentos de Mansueto de Castro Serafini Filho, Ovídio Deitos, Juventino Dal Bó, Tadiane Tronca, Adriana Sirena, Décio Bombassaro, Serenita Giazzon e Dionisio Giazzon, além dos netos de Adami. O ator convidado, Arcângelo Zorzi Neto, interpreta o historiador nas cenas ficcionais do filme.

O Guardador De Histórias – João Spadari Adami é um projeto do proponente Pedro Giazzon dos Santos, bisneto de João, e tem financiamento da Lei de Incentivo à Cultura de Caxias do Sul e apoio da Imobiliária Prolar e Empresas Randon.
Ficha técnica do documentário:

“O GUARDADOR DE HISTÓRIAS – JOÃO SPADARI ADAMI”

Sinopse: Um olhar intimista sobre João Spadari Adami, indo além da figura pública, buscando revelar seu modo de agir e pensar, sua relação com a família, clientes e conterrâneos, contextualizando esses relacionamentos e justapondo-os a uma prática diletante no exercício do resgate e preservação da memória caxiense.

Ator convidado: Arcângelo Zorzi Neto

Equipe técnica:

Roteiro e Direção: Le Daros

Dir. de Fotografia: Vacionir Junior

Assist. de Foto: Bruno R. Longoni

Produção e Arte: Rachel Zílio

Captação/Edição de Áudio: Ricardo Mabília (Sona)

Maquiagem: Gislane Pimentel

Edição e Finalização: Lorena Marcos

Fotos making of: Rachel Zílio

Produção Cultural: Claudio Troian

Financiamento:

LIC Caxias

Apoiadores Culturais:

Empresas Randon e Imobiliária Prolar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *