Rodovias administradas pela CCR receberão R$ 500 milhões de investimento em 2019

Verba será aplicada em trabalhos como melhoria do asfalto, serviços de limpeza, capina, roçada e vistoria de bueiros

Todas as rodovias concedidas à CCR ViaSul no Estado estavam recebendo algum tipo de reparo nesta quinta-feira (28), fosse na área de rolamento ou nas cercas que isolam as pistas. Além da freeway, entre Porto Alegre e Osório, a maior empresa brasileira de concessões de infraestrutura de transportes passou a administrar, neste ano, a BR-101, de Osório a Torres, a BR-386, entre Canoas a Carazinho, e a BR-448, de Sapucaia do Sul a Porto Alegre. A previsão de investimento é de R$ 500 milhões até o fim do ano nas quatro estradas.
Gestor de Engenharia da CCR, Elvio Torres avalia que a rodovia recebida em melhores condições foi a freeway, por conta da manutenção que vinha sendo realizada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Nas demais, foram detectados trechos que necessitam de intervenções emergenciais no pavimento. A verba anunciada também será aplicada em trabalhos como melhoria do asfalto, serviços de limpeza, capina, roçada e vistoria de bueiros.

Quem terá isenção com os novos pedágios na freeway?

— Neste primeiro ano, estamos restabelecendo as condições ideais das quatro rodovias, melhorando pavimento e sinalização nos pontos críticos. Estamos, também, vistoriando e cadastrando dispositivos de drenagem e corrigindo anomalias — explica Torres.
Por enquanto, a única das quatro pedagiada é a freeway. O começo da cobrança de tarifa nas outras cinco praças de pedágio – quatro na BR-386 e uma na BR-101 – está previsto para fevereiro de 2020. O valor será R$ 4,40 em ambos os sentidos para veículos de passeio.
Para quem utilizar a freeway neste feriadão de Carnaval, a boa notícia é que todo acostamento entre Gravataí e Osório será liberado em ambos os sentidos quando houver congestionamento. Caberá à CCR ViaSul comunicar a Polícia Rodoviária Federal (PRF) quando tiver intenção de usá-lo. São esperados 150 mil veículos na rodovia, entre sexta-feira (1) e sábado (2). O objetivo é evitar ou amenizar congestionamentos em razão da grande quantidade de automóveis prevista.
Operações em andamento
Freeway
À espera do grande movimento do Carnaval, trabalho de conservação da freeway estão concentrados entre o km 5 e o 88. Ainda em 2019, a CCR pretende começar a ampliação da praça de pedágio de Santo Antônio da Patrulha e renovar a iluminação. Em 2022, implantar quatro novas passarelas. A obra mais ousada está no cronograma de 2031, quando deve ser ampliada a capacidade, com mais 73 quilômetros de faixas.
Trabalhos concentrados em Santo Antônio da Patrulha, na freeway, nesta semanaCamila Domingues / Agencia RBS
BR-386
Os trabalhos se concentravam ontem do km 178 ao 185 e entre o km 350 e o 400, onde ocorre a recuperação do asfalto. No km 436, em Nova Santa Rita, funcionários refaziam a pintura da pista. Ainda neste ano, a empresa pretende começar obras de iluminação. Nos próximos dois anos, 18 novas passarelas deverão ser construídas e acessos terão de ser melhorados. Em 2022, a empresa irá começar a duplicação de 225 quilômetros. O primeiro a ser ampliado é entre Marques de Souza e Lajeado.
Pintura sendo refeita na BR-386, no trecho de Nova Santa RitaCamila Domingues / Agencia RBS
BR-448
Na Rodovia do Parque, a CCR trabalhava na capina e recomposição da cerca que limita a faixa de domínio. Neste ano, empresa deve começar a recuperação de trechos do pavimento. O gestor de Engenharia da CCR, Elvio Torres, não trata a rodovia como prioridade, pela sua conservação.
Serviços de capina na Rodovia do ParqueCamila Domingues / Agencia RBS
BR-101
O pavimento asfáltico da BR-101 também passa por manutenção. Serviços estão localizados do km 0 ao 10 e do km 70 ao 88. Projeção da empresa é, neste ano, melhorar os acessos à via. Em 2020, começar a construção de 10 passarelas. Esta previsto, ainda, melhorar retornos em 2023.
O que prevê o edital
2019: trabalhos iniciais, com intervenções emergenciais, como tapa-buracos e reparos no acostamento, melhorias na sinalização vertical (placas) e horizontal (pinturas na pista) e colocação de taxas refletivas em 100% do trecho concedido.
2020 a 2023: recuperação de todas as rodovias, incluindo recapeamento de trechos e reforma estrutural de passarelas e também de viadutos.
2021 a 2030: duplicação de pista entre Lajeado e Carazinho (BR-386).
2031 a 2036: adequação da duplicação de Canoas a Tabaí (BR-386) e alargamento da freeway, de Gravataí até Osório.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *