Sobe para cinco o número de mortos no Rio de Janeiro por causa das chuvas

Há ainda uma pessoa desaparecida, que estava em um ônibus que foi soterrado
Subiu para cinco o número de mortos devido à tempestade que atingiu o Rio de Janeiro na noite de quarta-feira (6). Segundo o portal G1, entre as vítimas estão mãe e filho que morreram após casa desabar na Barra de Guaratiba, na Zona Oeste.
Além disso, há ainda uma pessoa desaparecida. Ela estava em  ônibus que foi soterrado na Avenida Niemeyer. O motorista conseguiu sair do coletivo e avisou as autoridades que havia duas pessoas no veículo. Uma delas foi encontrada morta.
Devido às chuvas, um trecho da Ciclovia Tim Maia desabou, após um deslizamento na região de São Conrado.

Às 22h15min, o município entrou em estágio de crise — adotado quando “há previsão de chuva forte, ocasionalmente muito forte nas próximas horas, podendo, inclusive, causar múltiplos alagamentos e deslizamentos, além de transtornos generalizados em uma ou mais regiões da cidade”, segundo a prefeitura. Quando esse estágio é atingido, as equipes de emergência já estão espalhadas pelas ruas atuando para amenizar os efeitos da chuva.

Conforme o Centro de Operações da prefeitura, das 18h às 22h30min, as áreas com chuva mais volumosa foram a Rocinha, na zona sul, com 132,2 mm; o Vidigal, na mesma região, com 127,6 mm; e a região do Itanhangá, na Barra da Tijuca (zona oeste), com 122,8 mm.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *