Artigo: Corrupção política na Santa Casa de Alegrete influencia no sonho de atleta sub 13 do Defensor

imagem_release_853689Querido Efipna, eu lembro de você das épocas do meu pai, Presidente do Sarandi de Rivera. Eram torneios familiares, mexiam com o atleta sonhador. De lá, quantos atletas se formaram no Efipan? Ronaldinho, Riquelme, entre outros mestres. Mas a nossa sociedade mudou… Corrupção política na Santa Casa de Alegrete influencia no sonho de atleta sub 13 do Defensor.

A política que envolve o esporte, hoje, rouba vantagem como se fosse dona da verdade. Neste fim de semana, no torneio Efipna, o atleta de 13 anos do Defensor Sporting, Jorge Gabriel Fernandez, foi a laranja utilizada no Brasil pelo interesse monetário e pala estupides humana.

É uma pena que o futebol a sociedade, a política usem a rotina de um menino que está jogando bola, procurando um sonho, vivendo uma felicidade por disputar o seu primeiro torneio internacional, aquele que ninguém ira esquecer. Quando um atleta conquistar o mundo com a bola, nunca jamais esquece do torneio Efipan.

Não todos vão lembrar como eu lembro do Efipan. Nunca joguei esse torneio, mas eu torcia na arquibancada com o meu pai, dirigente, olhando a garotada brincar com a bola. Na edição deste ano do torneio, me desanimei.

Defensor Sporting Uruguaio, time gigante pela sua infraestrutura, responsabilidade, pela coragem de enfrentar humildemente gigantes do mundo, Defensor que eu tive o privilégio de conhecer, vestir a sua camisa em outro esporte (basket), o Defensor dono de uma gigante história, vítima no Efipna 2017 pela política corrupta.

A história do Defensor Sporting é repleta de conquistas e de legado dentro da nossa sociedade. Conquistas essas que iniciam com jogadores como o sub 13 Jorge Gabriel Fernandez, que sofreu uma fratura na sua perna e, sendo uma fratura grave, precisava ser operado com urgência. As horas foram passando e a angustia dos Uruguaios foi ficando na pele, precisando resolver uma situação delicada.

Situação delicada, sim! Você já presenciou uma criança, um atleta, um garoto com o sonho quebrado sem opções para resolver porque está em outro pais? Toda a equipe técnica e atletas do Defensor, sim, testemunharam um uruguaio quebrado sendo extorquido em R$ 4 mil para realizar a cirurgia de emergência no hospital público Santa Casa de Alegrete.

Surge a garra charrua, valentes foram aqueles que lutaram e resolveram esta situação em solo norteño. O garoto, sem dúvidas, foi operado com pagamento do clube Defensor, pois a saúde do menino estava acima de tudo. Pasmem que Santa Casa cobrou R$ 4 mil, mesmo sendo de atendimento público, e emitiu uma nota fiscal no valor de R$ 3 mil, na qual não foi justificada a diferença. Isso, além da demora em definir o traslado do jogador de Alegrete até a fronteira uruguaia.

Caso claro de corrupção do hospital. A equipe do defensor procurou resolver rapidamente todas as situações por intermeio do seu excelente preparador físico Ignacio Ordoqui, na qual era o único na delegação uruguaia a falar português. Foram algumas a Câmara de Vereadores, entre outras autoridades.

Pela ajuda de muitas pessoas em alegrete e no Uruguai, o jovem será transladado para o Uruguai amanhã, dia 24, ás 7h.

Triste. Além da política, outros problemas graves envolvem o esporte. No Rio Grande do Sul, aonde resido, o clássico Grenal foi cancelado por falta de segurança, e provavelmente o torneio continuará a portas fechadas.

Lamentável, sociedade, autoridades e organizadores, na qual colocaram o dinheiro em primeiro lugar.

Martin Avenatti, Diretor Lívia Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *