Chery inicia “Operação Fênix” em 2017 para encarar Corolla e Compass

chery-tiggo-7-1461679243493_900x506A Chery errou ao iniciar sua operação fabril no Brasil com o Celer, uma família de compactos que chegou em 2015 num segmento extremamente saturado e em queda, devido à crise econômica. A fabricante chinesa promete mudança de rumo em 2017, com foco em sedãs e SUVs médios, segmentos que ainda atraem consumidores. Com cinco modelos, marca quer conseguir entregas, mesmo encarando Toyota Corolla e Jeep Compass, entre outros.

 

Luis Curi, vice-presidente da marca no país, não teve problema nenhum em admitir isso durante encontro de fim de ano com jornalistas nesta sexta-feira (16), em São Paulo (SP). “O problema foi que chegamos buscando um público emergente que parou de comprar carro novo. Mas não adianta chorar o óleo derramado. A hora é de se reerguer”, disse.

 

Segundo Curi, o processo será chamado de “Operação Fênix”: “Não estamos nas cinzas, mas será um renascimento”, apostou. Para isso, o foco será total em SUVs e sedãs, as duas vertentes mais sólidas do momento em nosso mercado.

Arrizo 3, sedã compacto-médio, vem inicialmente como importado, mas plano é nacionalizá-lo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *