A moda da “nova” consciência política é culpar os governantes, sejam eles quem forem – por Miguel Brambilla

100_9495O brasileiro comum, que se omite ao escolher o presidente da associação de bairro, que não respeita instituições básicas como o próprio casamento, encheu-se de uma ética tosca e primitiva. A moda é culpar o governante, seja ele quem for. Como se política fosse uma escolha por simpatia, como se faz com as cores do time de futebol ou no carnaval.

Particularmente acho Donald Trump um idiota, mas Hilary Clinton o que faria de tão diferente senão mascarar por traz de um sorriso plastificado as mesmas artimanhas do poder e as mesmas falsidades que Trump faz questão de vomitar.

Esquerdopatas, direitocratas e especialistas da superficialidade atual, acreditam piamente que influenciam as realidades mundiais pelo facebook. Pior que isso, nem se estuda os fatos de verdade e se condena por antecipação e preconceito, talvez até recalque.

O principal orgulho de muitas feministas era que Hilary seria a primeira mulher a governar a maior potência do mundo. Acho até que ela é mais inteligente do que a Dilma, capaz de perdoar os machismos do marido Bill Clinton, malandrão e pegador de estagiárias, ao mesmo modelo de Trump, machista, cafajeste, bilionário, como a maioria das pessoas falsamente polidas gostaria de ser.

Donald Trump é um canalha, caloteiro, malandrão, tudo bem. Hilary por ser mulher não é modelo de honestidade. Mas e daí? E você? Está irradiando o quê para a sociedade? Para os seus filhos na sua casa, sua esposa ou marido, no pequeno universo de poder que você possui em seu campo de ação, quais são suas corruptelas?

Nenhuma? Duvido. Qual o nome da diretora da escola do seu filho? Como é o nome do seu professor ou professora? Qual sua relação com o carro da frente no trânsito ou o que vem atrás? Aquele motoqueiro que cortou sua frente, você quer matá-lo, dar um abraço, conversar sobre ética? Você não buzina para a van escolar em alta velocidade, por educação ou por medo? Quantas vezes você para por dia para o pedestre de idade, para o pai com filhos, ou para um homem? Por que homens atravessam as ruas e com bastante dificuldade também.

Michel Temer é melhor que Lula? Até que se prove em contrário sim. Tem o PMDB que pagar o preço de ter apoiado o governo Dilma que deixou roubar e roubou, com alta impopularidade? Tem. Mas o que entende você de finanças governamentais, a não ser por boatos lançados por oposições cegas. Tão cegas quanto a do vereador caxiense Rafael Bueno que se deixou gravar que vai votar contra todos os projetos do prefeito eleito Daniel Guerra, mesmo que sejam bons. O negócio mesmo então é badernar.

Por acaso, alguma vez você foi a sessão da Câmara de Vereadores? Assistiu alguma vez uma sessão do Senado, pela TV? Quando você generaliza a mídia, esquece ou lembra da lavagem cerebral de manchetes plantadas e de fatos distorcidos?

A moda agora é culpar o governante. A mãe morre, o governo é o culpado. Falta comida em casa e a pessoa não trabalha, a culpa é do governo. A culpa do fracasso amoroso é do governo, assim como da falta de oportunidades. E acirram-se os ânimos na superficialidade dos acontecimentos, por que duvido que alguém que critique Trump, Hilary, Temer, Lula, Dilma e qualquer  outro, de forma superficial, leia uma revista sequer por semana, um livro, tenha educação e cultura suficiente para compreender e aprofundar-se nos fatos de forma lógica, que compreenda o caráter humano, se o seu próprio caráter é falho.

Assim como a criança oportunista que só quer livrar o seu da reta, são os adultos oportunistas, sofisticados pelas artimanhas, calos e experiências da mentira calculista, planejada.

Sim, você não concorda comigo, você é do outro “time”. Que time? A culpa é do governo amigo ou amiga. Do Putin, do Trump, do Temer, do Lula, do negão da esquina, da gorda, do gay, do coxinha, do mortadela, menos sua claro, por que você, há você está na última encarnação e só vai ressurgir no paraíso dos santos, no dia do Juízo Final.

Enquanto isso o inferno arde em chamas.

Espero realmente que os Direitos Humanos que defendem bandidos, defendam também as causas humanas das mulheres estupradas, dos filhos sem pai, da família dos policiais mortos, dos jornalistas degolados pelo estado islâmico.

Tem ainda a PEC 241, chamada PEC dos gastos. Ninguém sabe o que é, mas se nos vermelhinhos que não são do Inter na segundona dizem ser ruim, ou se é do
Temer, use-se o efeito Rafael Bueno. Vote contra, baderne, sabote, a sociedade não é culpa sua, você realmente não tem culpa, você, eu e qualquer um que se ache de extrema relevância somos apenas massa de manobra de uma hipocrisia generalizada.

Claro você não. Sem pecados, chocado, atire as pedras que tiveres na mão. Pena que não usaste para construir nada, nem uma casa que sirva para o diálogo bem intencionado e de coração limpo.

O vômito de recalques é assim. Bem acabou agora a eleição americana, vamos criticar o Papa. Por aí vai, enquanto isso o tráfico na esquina de sua casa vai muito bem obrigado, por que você não é capaz de ajudar a sociedade reclamando, por que tem medo. Enquanto isso, você se cala no hospital sem atendimento, por que não tem coragem de assumir a bronca sozinho. Enquanto isso, você vai na onda de lideranças falsas e de poderes podres, por que não tem tempo de estudar em profundidade a receita do bolo.

Realmente dá um trabalho desgraçado ter opinião. Mas se você não tem tempo de estudar, não colabore com o mar de idiotas, como disse Umberto Eco, dando opinião sobre tudo sem conhecer realmente nada com profundidade.

Se és vitima de lobotomia e lavagem cerebral, dividindo o mundo político e social em mocinhos e bandidos, você não pode viver a realidade, acorda, por que você não está vivendo num filme de princesas da de Walt Disney.

A inocência se perde pela dor, infelizmente.

Bom dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *