Barreiras energéticas – Por Duni B.

179730_518227254897660_836032366_nEste é um artigo com intenção exotérica, espiritual. Vivemos em um mundo de energias, de todos os tipos, densas e suaves, corrosivas e balsâmicas. Tudo é energia, já se sabe. Sabem também os que já entenderam a existência da personalidade Ùnica de Deus, que é Dele que oriunda toda a energia e como já se disse, na natureza tudo se transforma, o tempo todo.

Como então podemos administrar o nosso carma, nosso patrimônio energético, oriundo de nossas vidas passadas e de nossa vida atual? Nossa energia, nossa consciência em ação, acumulando sementes, ações e reações durante suas existências pregressas e a atual, tem a responsabilidade, a digital espiritual sobre estas energias e é isso que quem quer se libertar dos problemas cármicos tem que aprender a administrar no presente.

No Evangelho Segundo o Espiritismo, de Allan Kardek, fala-se em bem e mal sofrer. Esta é uma questão interessante. Precisamos entender que somos frutos do que fomos no passado e seremos no futuro o que somos no agora, então, só temos gestão, ação, interferência sobre nosso agora.

As pressões dos acontecimentos, das energias em ação, servem para que possamos calibrar nossos pensamentos na direção certa da evolução espiritual, forjar nossos sentimentos em busca de energias mais suaves que nos libertem de atribuições ingratas e experiências de sofrimento repetitivas.

A energia interior da consciência, pode transformar a realidade exterior, mas é preciso ter uma vigorosa filosofia neste sentido, para manter a motivação na direção certa.

Existem milhares de fatores, energias, mentes externas, emoções internas que afetam na nossa árvore energética. Ventos de sentimentos negativos em mundos inferiores, tentam corroer os sabores dos frutos doces e esforçados, mas é preciso entender que ao mesmo tempo que assim o fazem, fortalecem raízes, folhas e o tronco de árvores nobres, que não se sujeitam as negatividades da corrosão.

As depressões da alma, quando o tempo dimensional em que se encontra é totalmente lento, repetitivo e tedioso, até mesmo em contradição com outras encarnações mais dinâmicas e talvez de sucesso e de atividade mais intensa, também colocam o espírito em estado de melancolia, quando este se desarvora das pequenas atividades, mas obrigado e preso na dimensão que o mantém nelas, se obriga exatamente há rever sua escala de valores, para que possa observar e reter na consciência as pequenas coisas e os pequenos milagres da vida, que são imensos e infinitos.

A oração e a caridade são mananciais de energias que devemos continuar alimentando, mesmo e principalmente em dias mais lentos, quando o corpo pesa, quando os ventos místicos da transformação física ou o desespero moral de outras criaturas acabam afetando a consciência de quem ainda está preso em laços morais e emocionais, sem poder evita-los totalmente.

Caridade para pagar a conta do amor, humildade para recuperar a saúde e a benção de estarmos vivos, movimento forte para alimentar a força física e a moral interior. Não há saída. Tudo é energia e tudo deve ser administrado de forma individual, como energia pessoal, para que se chegue há algum lugar positivo no sucesso e na evolução da eterna vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *