Após incidentes com Vettel, Kvyat é rebaixado, e Verstappen correrá pela Red Bull

960_bfbeb6da-54e5-3d7f-8442-1b4b38312698Nada como dois incidentes seguidos com o piloto que deu quatro títulos mundiais à Red Bull na Fórmula 1 para que o status de Daniil Kvyat mudasse.

Após uma largada “suicida” no GP da China e dois toques que tiraram Sebastian Vettel ainda na primeira volta da corrida em casa, em Sochi, o russo foi rebaixado pela escuderia austríaca e voltará a correr pela Toro Rosso. Em seu lugar, já a partir da próxima etapa, na Espanha, vai entrar o jovem holandês Max Verstappen.

A possibilidade de troca entre os pilotos havia sido levantada pelo consultor da Red Bull, Helmut Marko, no começo desta semana.

“Com Red Bull Racing e Toro Rosso, estamos na posição privilegiada de ter quatro contratos de longa duração com a Red Bull (a empresa proprietária das duas escuderias). Assim, temos flexibilidade para trocá-los entre as duas escuderias”, explica o chefe da equipe-mãe, Christian Horner, em comunicado.

“Max tem provado ser um jovem talento fora-de-série. Sua performance na Toro Rosso tem sido impressionante até agora, e nós estamos deliciados em dar a ele a oportunidade de guiar pela Red Bull Racing. Dany será capaz de continuar seu desenvolvimento na Toro Rosso, em uma equipe que ele está familiarizado, dando a ele a chande de reconquistar sua forma e mostrar seu potencial”, continuou.

Aos 18 anos, o filho do ex-piloto holandês Jos Verstappen prossegue com sua ascensão meteórica na F-1. Décimo colocado no atual campeonato, Mas disputou seu primeiro GP em março de 2015, com 17 anos – sem ter na época a carteira de motorista.

Kvyat, de 22 anos, entrou na principal categoria do automobilismo pela Toro Rosso em 2014 e já na temporada seguinte chegou à Red Bull para substituir… Vettel.

GETTY

Vettel conversa com ex-chefe Horner após abandonar GP da Rússia por causa de Kvyat
Vettel conversa com Horner durante GP da Rússia

Os problemas entre ambos aconteceram nas duas provas mais recentes do calendário: na China, o russo largou de forma agressiva e “assustou” o alemão, que quase bateu em seu companheiro de Ferrari, Kimi Raikkonen – antes do pódio, o tetracampeão (2º) disse que Kvyat (3º) parecia um “torpedo” na largada, e a resposta foi: “Isso é uma corrida de carros”.

Já na Rússia, também na primeira volta, o agora piloto da Toro Rosso acertou Vettel na traseira antes e depois da segunda curva, causando o abandono do ferrarista. Após ver as imagens do acidente, o ex-Red Bull foi conversar com Christian Horner ainda no pit lane de Sochi e depois, à imprensa, disse não ter nada contra o russo, mas criticou sua atuação – Kvyat, posteriormente, pediu desculpas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *