Plastic Babel: artista Maria do Carmo Verdi expõe no Campus 8 da UCS

Compõem a mostra as obras Flood – O Manto da Visibilidade, construído manualmente, e Babel Baby, instalação composta por 59 figuras e outros objetos

A Galeria de Arte do Campus 8 da Universidade de Caxias do Sul recebe, a partir da próxima segunda-feira, 9 de setembro, às 19h40, a exposição Plastic Babel 2019, da caxiense radicada em São Paulo Maria do Carmo Verdi. A artista plástica pós-graduada em Produções Simbólicas apresenta as instalações Flood – O Manto da Visibilidade e Babel Baby em mostra sob curadoria da professora Silvana Boone. A visitação do público é gratuita, de 10 a 30 de setembro, das 8h às 22h30.

 

Referenciando conceitos vinculados ao termo Babel, de uma passagem bíblica aos desencontros contemporâneos, a artista Maria do Carmo Verdi constrói esteticamente um universo fictício e artificial que remete ao que, sem peso, permanece na superfície. “Tal profundidade conceitual do trabalho contrasta com a leveza e pseudo-ingenuidade de um conjunto multicolorido de formas, em diferentes materiais que compõem as duas instalações”, explica a curadora.

A obra Flood – O Manto da Visibilidade, construída manualmente, “é essencialmente um símbolo de poder e distinção, uma ironia que aponta nossa incapacidade em lidar, como pessoas ou sociedade, com questões fundamentais à vida, a preservação da vida e a ‘criação’ em sentido amplo”, apresenta Maria do Carmo. O manto tem como principal característica a materialidade, sobretudo do tecido que mescla impressões, cores, linhas, objetos de plástico, pelos sintéticos, cordões, tinta acrílica, spray, transparências, com partes de trabalhos antigos e recentes da artista, numa composição que tem frente e verso. “As costuras são suturas…realizei todas à mão. São cicatrizes, espelho imperfeito da minha própria cicatriz, real e metaforicamente. Flood – O Manto da Visibilidade inunda de visibilidade quando torna o invisível visível através da poesia”.

Babel Baby, instalação composta por 59 figuras e outras peças, inclui bonecas de vinil, objetos de plástico, frutas artificiais, tecido e outros materiais. “Aponta questões de vulnerabilidade, desenvolvida na figura singela e inocente da criança, uma criança/natureza, mutante, estranha, diferente, que não pertence a um único reino biológico (parte humana e parte vegetal), que borra fronteiras e enfrenta os desafios da sua condição de híbrido. Uma brecha por onde assistimos um movimento constante de superação”, afirmou.

A artista
A caxiense Maria do Carmo Verdi reside e trabalha em São Paulo. Graduada em Artes Plásticas e pós-graduada em Produções Simbólicas, atuou como docente da UCS e, posteriormente, no ambiente de arte têxtil em São Paulo. Sua produção artística envolve desenho, pintura, escultura, instalação e vídeo, em um processo de pesquisa que inclui reflexões sobre o corpo consumível, descartável, submetido às conveniências do poder econômico e desrespeitado na sua subjetividade. Suas exposições recentes são o projeto Biofilia (2018) e as individuais ENTRE-Conexões (2018) e Paisagens Ficcionais (2016), em São Paulo; as coletivas BACOS SAN MIGUEL, na Bienal Internacional de Arte Contemporáneo Emergente – San Miguel de Abona, Santa Cruz de Tenerife, Espanha (2018) e Reconstruyendo Matáforas, Bucaramanga, Santander, Colômbia (2019), entre outras.

Mostra UCS Campus 8
A iniciativa integra a programação da Mostra UCS Campus 8 – Cidade das Artes, projeto que reafirma a importância e a tradição das artes visuais em Caxias do Sul com um calendário de mostras mensais com artistas convidados. A visitação de escolas e grupos ocorre sob agendamento, pelo telefone (54) 3289-9000.

A realização é da UCS – Pró-reitoria Acadêmica, Área do Conhecimento de Artes e Arquitetura e curso de Artes Visuais – com o apoio do Programa Arte na Escola/Polo UCS, da Unidade de Artes Visuais da Secretaria Municipal da Cultura, da Prefeitura de Caxias do Sul, da Cooperativa Vinícola Nova Aliança e do Pastifício Giulian, e a parceria da Associação Chico Lisboa e da Koralle.

publicidade:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *