Ju conquista empate no Rio e vaga será decidida no Jaconi

Foto: Arthur Dallegrave/E.C.Juventude

Com muita organização, o Juventude enfrentou o Botafogo pela primeira partida da terceira fase da Copa do Brasil e garantiu um importante empate fora de casa. A partida ocorreu na noite desta quinta-feira (04/04), no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Com gol de Paulo Sérgio, o Verdão empatou em 1×1 e a vaga para a próxima fase será decidida na próxima quinta-feira (11/04), no estádio Alfredo Jaconi.

Com uma defesa sólida e muito bem postada, o Juventude soube segurar as investidas do Botafogo e levou perigo nos contra-ataques. A primeira grande chance foi do Verdão. Logo aos cinco minutos, Denner cruzou bem e encontrou Genílson. O zagueiro cabeceou firme, mas nas mãos do goleiro. O Botafogo respondeu aos 12. Marcinho arriscou de fora da área e Marcelo Carné fez grande defesa. Melhor no jogo, o Juventude abriu o placar aos 19 minutos. Denner cobrou escanteio no segundo pau e Paulo Sérgio, de primeira, mandou para o fundo das redes. 1×0.

Após confusão no meio campo aos 35 minutos, o árbitro expulsou Paulo Sérgio, do Verdão e João Paulo, do Botafogo. Com mais espaços, as equipes criaram boas chances antes do intervalo. Aos 41, após confusão na área, Gabriel finalizou, mas Marcelo Carné fez grande defesa. O Juventude respondeu aos 44. Dalberto finalizou da entrada da área, mas a bola subiu demais.

No segundo tempo, o Verdão se defendeu e apostou nos contra-ataques. A equipe Alvinegra empatou logo aos três minutos, de pênalti. Erik invadiu a área e foi derrubado por Marcelo Carné. Na cobrança, Erik empatou. 1×1. O Juventude chegou com perigo aos 28 minutos, após cobrança de falta do Genílson. Aos 34, Marcelo Carné impediu a virada da equipe do Botafogo. Diego Souza cabeceou forte, mas o goleiro Alviverde fez grande defesa.

A partida de volta está marcada para a próxima quinta-feira (11/04), no estádio Alfredo Jaconi. O Verdão precisa vencer por qualquer resultado para se classificar. O empate leva a decisão para os pênaltis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *