Underground da música de Caxias segue sobrevivendo de forma independente

Gravação do programa underground CENA PARALELA na SUBDISCOS. Miguel Brambilla conversou com Alexandre Carminatti e Anderson Severo.

Muita criatividade não apenas nas notas, nos acordes, no ritmo, nas letras das músicas, mas também na luta pela sobrevivência. A cena paralela da música caxiense segue renascendo do esforço de personalidades que acreditam no underground, sem preconceito. Já que as rádios da cidade pouco apoiam a cena local, em todos os sentidos, ressalve-se alguma migalha, a construção de uma realidade paralela segue fazendo história.

Algumas casas apoiam a iniciativa dos músicos. Na região da Estação Férrea, o Mississipi, a Cachaçaria Sarau. Outros locais como o São Patrício na Tronca também abrem oportunidades para que se construa uma cena, ao menos dando espaço para que as bandas e músicos se apresentem, possam criar um público e continuar criando.

Vários festivais de música independente estão sendo bancados por donos de estúdios independentes, o que também é bastante importante para a cena musical. Normalmente grupos de ensaio dos estúdios se reúnem, buscam atrair seu público e se apresentar. Oficialmente nenhuma proposta, nenhum apoio. Iniciativas do passado já se foram, como o Canta Parque, o Rockparque, o programa do Ricardo Dini na rádio da UCS que visava dar espaço para as bandas locais.

Mas o underground não vive de lamentações. Normalmente essa galera tem seus trabalhos e não vive da música, mas vive para a música. Coordenando as atividades musicais com trabalhos artesanais ou nas empresas da região, é possível encontrar na cidade uma galera que se ajuda, que troca informações entre si,

Um destes núcleos entre vários que se multiplicam na cidade, surgiu recentemente no Bairro Floresta e está se consolidando. A SUBDISCOS tem uma liderança inteligente na figura do Anderson Severo, o Tchaina, que é músico, empreendedor agora com o estúdio e apoiador da cena paralela. Com propostas inteligentes para os grupos, a empresa está atraindo artistas para a convivência criativa no local e entre um ensaio e outro, ideias, criações e arte está acontecendo. Uma destas ideias, que surgiram imediatamente com a chegada de OS PARÇA para ensaiar no local, é o programa CENA PARALELA, criado com apoio da equipe de SABE CAXIAS MÍDIAS E NOTÍCIAS, para abrir o espaço de entrevistas e divulgação desta galera. O número um já foi gravado e a idéia é manter a periodicidade do programa, sem data de validade do conteúdo e divulgá-lo em dimensões temporais diversas pela rede social. O programa já tem uma página no youtube, e é divulgado também pela SUBDISCOS e por SABE CAXIAS.

Nem tudo é poder, nem tudo é dinheiro, nem tudo é aparentemente simples. Mas com a criatividade brasileira no mundo underground, estilos e modas vão se exercitando paralelamente. Quando os grandes centros forem sensibilizados, é certo que o underground já estará agindo de forma pioneira em outras direções, por que o fermento das periferias é o mais produtivo para a cultura e as artes de uma sociedade inteligente.

Viva o underground. Fica aqui o registro histórico de que a cena acontece. “Saudadações a quem tem coragem.”

PROGRAMA CENA PARALELA NA SUBDISCOS…CONFERE AI:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *