Prefeitura recebe bate-papo e exposição alusivos ao Dia Internacional da Mulher

Mostra “Coisa de Mulher” representa personagens históricas e seus feitos marcantes

O Dia Internacional da Mulher (08/03) será celebrado e debatido na prefeitura com uma programação especial sobre a data. O evento “Coisa de Mulher”, realizado pela Coordenadoria da Mulher, vinculada à Secretaria de Segurança Pública e Proteção Social (SMSPPS), trará um bate-papo e uma exposição artística sobre os papéis de gênero na sociedade. A ação, aberta ao público e voltada à Rede de Proteção àMulher, tem início às 9h no auditório do Centro Administrativo Municipal, com entrada gratuita. A mostra fica aberta para visitação até o dia 22 de março, das 10h às 16h. Após esse período, as obras circularão pelos serviços da rede.

Na primeira parte da atividade, a psicóloga Bruna Krimberg Von Mulehn e a assistente social Eler de Oliveira debaterão o papel da figura feminina na sociedade. Em seguida, ocorre a abertura da exposição de ilustrações da artista Raquel Vitorelo, representando diferentes mulheres da história que realizaram grandes feitos.

A autora busca inspirar todas as mulheres com sua arte, mostrando que o sexo feminino também teve e tem participação ativa em acontecimentos históricos. “Eu me sentia frustrada por ter que ouvir constantemente que mulheres são menos capazes e que elas deviam fazer apenas ‘coisas de mulher’. Aí eu pensei: mas o que é coisa de mulher? Coisa de mulher é ganhar um Nobel? Porque foi isso que Marie Curie fez. Foi então que decidi começar a criar essas ilustrações, ainda em 2014”, revela a ilustradora de 24 anos. “Eu deixo esse projeto aberto e disponível para ser exposto por quem quiser, então é muito satisfatório ver o alcance que está tendo, principalmente quando a mostra é em um local público, que qualquer um pode acessar. Fico muito feliz que esse tema esteja alcançando tantas pessoas”, orgulha-se a artista, natural do estado de São Paulo.

Para a titular da Coordenadoria, Janete Thomé, a ideia é provocar uma reflexão. “Procurávamos uma atividade para desmitificar os papéis pré-definidos culturalmente para a mulher e a exposição veio ao encontro do que estávamos elaborando. O trabalho da Raquel mostra que podemos ir além do que nos é imposto, basta querer. Resgatar e homenagear personagens históricas traz a certeza de que a história é feita por mulheres e homens”, salienta a responsável pelo evento.

Imagens: Raquel Vitorelo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *