Bairro Esplanada tem os dois primeiros focos do Aedes aegypti em 2019

Mais de 6,5 mil imóveis devem ser inspecionados na área urbana de Caxias do Sul até sexta-feira (08/02)

A Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) identificou dois focos do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, febre chikungunya e zika vírus. Os criadouros foram localizados no bairro Esplanada, durante as visitas de rotina dos agentes de combate às endemias. Esses são os dois primeiros focos registrados neste ano em Caxias do Sul.

As larvas do inseto foram encontradas em duas residências, dentro de um pneu e de um balde, ambos com acúmulo de água parada. Os criadouros foram completamente eliminados pelos agentes. Segundo Delvair Zortéa, médica veterinária da Vigilância Ambiental, agora, a equipe deve inspecionar residências, terrenos baldios e estabelecimentos comerciais e industriais localizados a até 300 metros desses focos, visando à eliminação de criadouros.

Além dessa inspeção pontual, quinzenalmente a Vigilância Ambiental monitora os pontos estratégicos, que são locais com mais probabilidade de formação de focos do Aedes aegypti, como cemitérios, borracharias e ferros-velhos. Ao todo, são 225 locais no perímetro urbano de Caxias do Sul. Os agentes também visitam rotineiramente outros imóveis residenciais, comerciais e industriais da cidade.

Levantamento rápido

Delvair informa ainda que, nesta semana, os agentes de endemias e os agentes comunitários de saúde estão realizando o Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa). Mais de 6,5 mil imóveis devem ser inspecionados na área urbana da cidade até esta sexta-feira (08/02).

O LIRAa é uma ferramenta desenvolvida pelo Ministério da Saúde que busca orientar as ações de controle do inseto transmissor da dengue, zika vírus e febre chinkungunya, priorizando as áreas infestadas. O levantamento também permite identificar os principais tipos de criadouros que favorecem a proliferação das larvas. Com os dados obtidos, analisa-se a necessidade de redimensionar as ações de campo com relação ao controle do mosquito.

Apesar da vigilância permanente da SMS, é fundamental que a população também faça a sua parte, eliminando os criadouros do mosquito. Em 2018, 17 focos do inseto foram localizados na cidade. Para denunciar locais com suspeita de focos, a população pode entrar em contato diretamente com a Vigilância Ambiental, através do telefone (54) 3202.1438, ou pelo “Alô, Caxias”, pelo número 156.

Dicas para evitar o mosquito da dengue

– Limpar com escovação semanal o recipiente de água dos animais domésticos;

– Recolher o lixo do pátio;

– Colocar o lixo ensacado para ser recolhido pela Codeca;

– Recolher pneus inservíveis e armazená-los em locais secos e protegidos da chuva; ou encaminhar ao Ecoponto da Codeca (há custo de R$ 1,65 por pneu);

– Tampar caixas d’água;

– Colocar telas milimétricas em caixas d’água descobertas, reservatórios de captação de água da chuva e nos ralos;

– Limpar as calhas;

– Semanalmente, lavar e escovar piscinas plásticas, trocando a água;

– Eliminar os pratinhos das plantas.

publicidade:

Farmácia Economize Abril 2018

Na FARMÁCIA ECONOMIZE você sempre tem uma boa oferta…Veja nosso facevídeo.

Posted by Sabe Caxias on Friday, April 6, 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *