João de Deus se entrega e é preso após denúncias de abuso sexual

João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus, se entregou à polícia neste domingo (16). Na última sexta-feira, a Justiça de Goiás havia decretado a prisão preventiva do médium. Ele é acusado de abuso sexual por mulheres que buscaram a Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, onde o líder espiritual atende.

De acordo com informações do jornal Folha de S.Paulo, o médium se encontrou com a polícia em uma encruzilhada de uma estrada de terra em Abadiânia, no estado de Goiás. A publicação ainda informa que João de Deus passou mal e pediu para tomar remédio antes de ser levado pelos policiais.

Até o momento, foram coletados mais de 300 depoimentos. Diversas mulheres, inclusive a própria filha de João de Deus, alegam que sofreram abusos sexuais cometidos por médium. A prisão preventiva foi sugerida pelo Ministério Público porque João de Deus, em liberdade, poderia coagir testemunhas ou continuar fazendo novas vítimas nos atendimentos que realiza.

Mais cedo neste sábado, a polícia colocou o médium como foragido e o incluiu na lista da Interpol, por conta do sumiço de seu paradeiro. Investigadores ainda revelaram que João Teixeira de Faria movimentou R$ 35 milhões de suas contas bancárias durante a semana, após as denúncias feitas pelas mulheres que sofreram abusos sexuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *