Mercopar inspira retomada da indústria gaúcha

Mercopar: movimentação intensa e R$ 54.4 milhões projetados em negócios
Crédito: Eduardo Rocha/Mercopar

Inovação, indústria 4.0 e a aproximação de pequenos negócios e startups de grandes players do setor conquistaram o público que circulou pelo Centro de Eventos da Festa da Uva

Caxias do Sul/RS – Com um conceito renovado e aprovado pelos visitantes, a Mercopar 2018 trouxe para o Centro de Eventos da Festa da Uva um conjunto de inovações relacionadas à indústria 4.0, encadeamento tecnológico entre pequenas e grandes empresas e a promoção de conexões entre as soluções desenvolvidas pelas startups para os grandes players do setor industrial. “Muito mais do que um espaço onde as empresas expõem seus produtos e serviços, nesta edição da feira oportunizamos o intercâmbio de conhecimento e a troca de ideias, além de aproximar o aspecto tecnológico das startups das necessidades das grandes empresas. É um movimento em que todos saem ganhando”, ressalta o diretor Técnico do Sebrae RS, Ayrton Pinto Ramos. A 27ª edição da Mercopar recebeu mais de 10 mil visitantes entre os dias 2 e 4 de outubro, em Caxias do Sul.

A projeção de negócios também foi positiva na avaliação do Sebrae RS. Ao longo dos três dias do evento, chegou-se a casa dos R$ 54.4 milhões, considerando os resultados das rodadas de negócio e também o atendimento feito diretamente nos estandes. Pesquisa realizada junto aos expositores indicou ainda que 92,3% pretendem participar da próxima edição da feira em 2019. Outro dado a ser destacado é que 64% afirmaram que a feira superou e atendeu às expectativas. “Levando em conta que neste ano tivemos três dias de feira, em comparação com os quatro dias do ano passado, os valores projetados praticamente se mantiveram. E isso é um fator relevante no cenário atual. A Mercopar cumpriu novamente com a sua proposta de fomentar a competitividade dos segmentos industriais vinculados à feira, aproximando empresas e proporcionando a geração de negócios”, acrescenta Ramos.

VENDAS – As Rodadas de Negócios confirmaram, mais uma vez, serem uma excelente ferramenta para colocar na mesma mesa pequenas e microempresas com grandes compradores. Neste ano, após 1.600 reuniões nos dois primeiros dias, foi possível identificar até mesmo quem, efetivamente, realizou vendas no próprio evento. Foi o caso da Solled Energia, de Santa Cruz do Sul, que efetivou uma negociação na ordem de R$ 500.000,00, referente a um sistema de energia fotovoltaica para uma empresa de rações e produtos animais do Mato Grosso do Sul. “Participei pela primeira vez das rodadas e essa venda para mim foi uma surpresa, porque, normalmente, uma negociação de grande porte leva mais tempo. O que facilitou é que sentamos com a pessoa certa, o profissional que toma a decisão”, contou o representante comercial da Solled, Jonas de Melo. A empresa instala sistemas fotovoltaicos de pequeno, médio e grande porte.

Quem também obteve resultados práticos foi o diretor-executivo Lucas da Tecnilange Usinagem Industrial, Germano Lange, que iniciou uma negociação expressiva nas rodadas. “Realizei 22 reuniões no primeiro dia e 20 no segundo. Desde 2005 estamos expondo e participando das rodadas e essa é a nossa forma de captar clientes, pois não temos vendedor externo. Nem cogitamos não participar da Mercopar”, afirmou ele, lembrando que apenas no primeiro dia fechou R$ 600.000,00 em negociações. “Se eu tivesse que visitar todas essas empresas gastaria no mínimo R$ 50.000,00 e levaria cerca de seis meses. Esse ambiente é excelente para captar clientes. A Mercopar é a vitrine para mostrarmos nosso diferencial”, complementou.  A Tecnilange, de Santa Cruz do Sul, trabalha há 33 anos com usinagem não seriada.

A Mercopar foi promovida pelo Sebrae RS, com o apoio institucional da Fiergs, no Centro de Eventos da Festa da Uva. Mais informações podem ser obtidas pelo www.mercopar.com.br  .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *