Hospital Pompéia realiza cirurgia inédita no Rio Grande do Sul para tratar câncer

O Hospital Pompéia realizou uma cirurgia inédita no estado do Rio Grande do Sul. Conhecida como Osso Congelado Pediculado, a técnica trazida do Japão visa congelar a parte atingida pelo tumor, a qual depois é reimplantada no paciente. O diferencial desta cirurgia é não retirar o osso (tíbia) completamente do organismo do paciente. O procedimento aconteceu durante a segunda semana de agosto e ajudou  eliminar o câncer do osso de uma criança de oito anos.

Em janeiro deste ano, o menino Davi descobriu que era vítima de um tumor agressivo nos ossos, o sarcoma de Ewing, uma doença que acomete principalmente crianças e adolescentes. O câncer localizado na perna esquerda (tíbia) foi tratado inicialmente com quimioterapia, o procedimento padrão.

O cirurgião ortopedista do Hospital Pompéia, Gustavo Gil, decidiu investir na técnica cirúrgica do osso congelado. Na cirurgia foi retirada a parte doente do osso e congelada em nitrogênio líquido, após reimplantada no paciente. Nos casos de câncer nos ossos, o tratamento convencional é feito por meio de próteses , de tecido ósseo de banco (osso de doadores ) ou enxerto do próprio paciente. Gil destaca que os benefícios da técnica do congelamento melhoram a qualidade de vida, visto que, o tecido ósseo e as células enxertadas no corpo são do próprio paciente.

“Nesta cirurgia, o paciente recebeu de volta o próprio osso, evitando os riscos de rejeição. E os resultados certamente serão prósperos, pois o congelamento contribui para reintegrar o osso, ao contrário da utilizacão de próteses”, diz Gil.

Lúcia Jussara da Silva, mãe do Davi, se emociona com o resultado da cirurgia. “Ele está se sentindo bem e não está sentindo dor. Agradeço a Deus e essa oportunidade. Tenho esperança que tudo ocorrerá bem”,  acrescenta.

O Pompéia disponibiliza o que há de mais moderno em serviços e equipamentos com o intuito de assegurar a excelência do cuidado com os seus pacientes.

A instituição sem fins lucrativos atende todas as especialidades, sendo referência para a urgência/emergência e alta complexidade para uma população potencial de 1,2 milhão de pessoas. Atualmente com 300 leitos disponíveis, fazem parte da sua estrutura um moderno centro cirúrgico com 13 salas e um centro obstétrico com duas salas de parto.  São disponibilizados ainda três UTIs Adulto e 1 UTI Neonatal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *