UCS sedia 19º Congresso Brasileiro de Medicina Psicossomática em setembro

Evento reunirá mais de 70 especialistas de todo o país em cursos e mesas-redondas. Atividade também oportuniza o debate sobre casos clínicos, políticas públicas e a apresentação de trabalhos científicos

A Universidade de Caxias do Sul sedia o 19º Congresso Brasileiro de Medicina Psicossomática, considerado o maior evento da área no Brasil, entre os dias 19 e 22 de setembro, no UCS Teatro e nas salas do Bloco M. A promoção é da Associação Brasileira de Medicina Psicossomática (ABMP), com realização da Regional Rio Grande do Sul (ABMP-RS). A UCS é apoiadora especial e o Governo do Estado do Rio Grande do Sul é apoiador institucional.

A organização espera um público de 800 participantes de todo o país – conferencistas e congressistas, profissionais e estudantes da área da saúde –, para contemplar abordagens inseridas no tema Psicossomática, Novas Perspectivas e suas Novas Práticas. A programação inclui oito cursos pré-congresso, 28 mesas-redondas e quatro mesas de discussão de casos clínicos, com mais de 70 especialistas de todo o país, além de espaço para debate com gestores da saúde sobre implantação de políticas públicas e apresentação de trabalhos científicos.

Entre os palestrantes estará o reitor da UCS, Evaldo Antonio Kuiava, que abordará o tema “Tessituras da vida: testemunho de uma trajetória” e a pró-reitora Acadêmica da Instituição, Nilda Stecanela, que discutirá o papel da escola nas aprendizagens culturais de gênero. O coordenador do curso de Medicina da UCS, professor Renato Rombaldi, tratará sobre os novos olhares na educação médica.

Mais informações sobre o evento e os palestrantes podem ser obtidas no site www.psicossomatica2018.com.br, onde também são efetuadas as inscrições.

Psicossomática

Presidente do evento, o médico Dorval de Andrade Tessari explica que por definição, somatizar é transformar conflitos psíquicos em afecções nos órgãos, mas que essa definição carece de maior abrangência. “Para mim, toda a doença tem como origem uma alteração na configuração do mundo abstrato interior, a qual a ciência não consegue alcançar pela falta de instrumentos capazes de traduzir essa abstração em imagem ou em um número que possa ser quantificado”, afirma. Tessari explica a Psicossomática como uma grande casa que abriga os inúmeros saberes do conhecimento humano e os direciona para a melhoria da qualidade de vida. “É uma área que utiliza a reflexão como forma de ação concreta sobre os indivíduos doentes e a coletividade”.

Para Tessari, o Congresso, realizado pela primeira vez em Caxias do Sul, oportuniza a gaúchos e caxienses conhecerem os conceitos da Psicossomática e aplicarem nas práticas clínicas. “O objetivo é levar as pessoas a refletirem sobre todos os avanços existentes nessa busca por um melhor viver e mostrar aos profissionais um número enorme de opções de técnicas que possam ser utilizadas em sua prática diária”, afirma.

publicidade:

Farmácia Economize Abril 2018

Posted by Sabe Caxias on Friday, April 6, 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *