Juntos no amor e no empreendedorismo

Uma cervejaria artesanal e uma sex shop móvel mostram que casais podem construir negócios promissores e fortalecer a relação

 

Relacionamento e trabalho podem andar juntos, sim. No empreendedorismo não é diferente. Vários casais que criaram negócios juntos tornaram-se ainda mais unidos. Exemplos desse empreendedorismo podem ser encontrados entre os empresários que participam dos projetos do Sebrae RS e buscam suas soluções e consultorias para crescer e enfrentar as dificuldades.

Cassiane Gonçalves Fleck e Lisandro Martini Fleck estão juntos há 25 anos e há 5 começaram a empreender no ramo das cervejas artesanais. “Eu tenho uma escola de educação infantil e ele atua como advogado. Na época, parei de tomar cervejas industrializadas e descobri um curso para produzir a bebida artesanalmente. Acabamos fazendo juntos e, desde então, produzimos para nós mesmos e para os amigos”, relata Cassiane.

Desde janeiro, a iniciativa se transformou em uma empresa, a Staunen Bier, com produção no bairro Sarandi, em Porto Alegre. O negócio integra o Polo Cervejeiro do Sebrae RS e não para de crescer. “Temos um delivery para toda a Região Metropolitana e Serra Gaúcha, participamos de eventos e vendemos para bares, restaurantes e mercados”, conta. As filhas do casal ajudam na missão e Lisandro já pensa em reduzir as atividades como advogado para se dedicar mais à empresa. “Somos conhecidos como a cervejaria da família e alguns clientes até nos chamam de pai e mãe”, revela a empresária. “Produzimos a cerveja do amor. Quem toma, sempre se sente bem”.

La Tienda de Sheiloka

O amor também faz parte dos negócios do casal Sheila Queirós Soares e Cláudio César Peixoto de Abreu, de Viamão. Sheila sempre atuou com venda de roupas porta a porta. Há 6 anos, Cláudio deixou o trabalho no setor administrativo de uma empresa para empreender com a esposa. Juntos criaram a La Tienda de Sheiloka, uma loja móvel que comercializa roupas femininas e artigos de sex shop.

O empreendimento vem sustentando a família, que se desloca pelo Estado, a partir de demandas de pessoas físicas e de empresas que organizam feirinhas de produtores locais. A receita do sucesso no negócio e na vida está na divisão de tarefas. Enquanto Cláudio se concentra na parte administrativa, Sheila é a pessoa de vendas. Há um ano, eles buscaram o apoio do Sebrae RS para ajustar as questões financeiras e de custos. “Percebemos, por exemplo, que o estoque precisava diminuir. E com vendas à vista desses produtos conseguimos gerar mais receita”, comenta Cláudio. A empresa também planeja crescer. “Queremos comprar um carro maior e atualizar nosso layout. Precisamos estar sempre nos modernizando”, ensina o empresário.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *