Com gol de D’Alessandro, Inter bate Vitória por 2 a 1

O Internacional largou em vantagem na luta por uma vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil. O time colorado bateu o Vitória por 2 a 1 na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio, e com um empate na partida de volta, no dia 19 de abril, em Salvador, garantirá a classificação. Patrick abriu o placar para o Inter na etapa inicial, mas os baianos conseguiram empatar ainda nos 45 minutos iniciais. No final do segundo tempo, D’Alessandro marcou o gol da vitória em uma cobrança de falta.

No próximo domingo (15/4), às 16h, também no Gigante, o Colorado estreia no Brasileirão 2018 diante do Bahia. Nesta quinta serão divulgadas informações sobre a venda de ingressos.

Rossi faz o passe e Patrick abre o placar 

O Colorado propôs o jogo desde o princípio, buscando pressionar principalmente a partir dos avanços em velocidade do atacante Rossi pelo lado direito do campo. O Vitória se fechava como podia, mas, aos 17min, uma boa combinação de passes ultrapassou o ferrolho baiano. Iago avançou pelo meio e tocou na esquerda para Rossi. Com um passe rasteiro, ele encontrou Patrick na área entre os zagueiros, e o meia-atacante teve qualidade de sobra para se livrar dos marcadores e chutar cruzado para fazer 1 a 0.

Patrick na comemoração do seu terceiro gol com a camisa colorada

Vitória empata no final do 1º tempo

Aos 25min, os visitantes chegaram com força. Kanu desviou de cabeça e a bola raspou a rede pelo lado de fora. O Inter voltou à carga aos 35min, quando Roger disparou chute cruzado que foi defendido por Caíque. Aos 42min, Rhayner soltou uma bomba da entrada da área, Marcelo Lomba fez defesa parcial e, no rebote, Denilson chutou para empatar.

Pottker volta ao time e quase marca

Aos 10min do segundo tempo, William Pottker entrou no lugar de Roger e retornou ao time após longo afastamento por lesão. Aos 14min, o atacante recebeu excelente passe de Edenilson no interior da área e chutou cruzado – a bola passou caprichosamente em frente ao gol antes de se perder pela linha de fundo. Mais tarde, outros dois atacantes foram para o jogo: Nico López e Brenner nas vagas de Rossi e Fabiano.

O Inter trocava passes no campo de ataque, mas tinha dificuldades para superar a retranca do adversário. Aos 40min, Nico López arriscou chute de efeito de fora da área e quase acertou o ângulo direito. O goleiro Caíque espalmou providencialmente para escanteio.

D’Alessandro marcou, de falta, o gol da vitória

D’Alessandro decide na bola parada: 2 a 1

Mas quem tem D’Alessandro no time pode sempre esperar pela vitória, nem que ela venha aos 44min. O capitão cobrou falta, o goleiro se atrapalhou ao tentar fazer a defesa e acabou empurrando a bola para o fundo da rede. Foi o quarto gol do argentino em 12 jogos na temporada. Foi o gol de uma importante vantagem conquistada para a partida da próxima semana, no Barradão.

“Pela insistência, pelas chances criadas e pela proposição do jogo, nós merecemos a vitória”, avaliou o técnico Odair Hellmann ao final do confronto.

Ficha técnica:

Internacional (2): Marcelo Lomba; Fabiano (Brenner), Moledo, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, Rossi (Nico López), D’Alessandro e Patrick; Roger (William Pottker. Técnico: Odai Hellmann.

Vitória (1): Caíque, Rodrigo Andrade (Lucas Marques), Kanu, Ramon e Pedro Botelho; Willian Farias (Walisson Maia), Uilian Correia, Yago, Baumjohann (José Welison) e Rhayner; Denílson. Técnico: Vagner Mancini.

Gols: Patrick (I), aos 17min do primeiro tempo, Denilson (V), aos 42min do primeiro tempo, D’Alessandro (I), aos 44min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Edenilson (I).

Público total: 18.843. Pagantes: 16.599. Menores: 967. Não pagantes: 1.277. Renda: R$ 399.820,00.

Arbitragem: Flavio Rodrigues de Souza, auxiliado por Alex Ang Ribeiro e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (trio de São Paulo).

Local: Beira-Rio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *