Pesquisa do Procon Caxias do Sul mostra redução nos preços dos materiais escolares

Levantamento das equipes nas livrarias indica valores mais baixos do que em 2017

O Procon Caxias do Sul realizou uma pesquisa de campo em quatro estabelecimentos comerciais da área central da cidade para verificar o preço de diversos materiais escolares. Os servidores, ligados ao Núcleo de Pesquisas, Estudos e Educação do Procon, coletaram os valores de 17 itens nas livrarias, trazendo preços mínimos e máximos. Em comparação com o levantamento realizado no ano passado, oito produtos estão mais baratos e quatro mantiveram o valor no quesito preço mínimo.

Entre os itens com redução no preço, estão: cadernos de capa dura com 200 e 100 folhas, lápis preto, borracha e tesoura. Já os cinco produtos que apresentaram alta foram: cola líquida e bastão, estojo, régua e apontador, sendo, esse último, o produto com maior aumento em relação a 2017.
Apesar dessa pequena redução, o Procon destaca o impacto das compras de materiais escolares no orçamento doméstico. Por isso, a orientação mais repassada pelo órgão é pesquisar e negociar os preços. “Pesquisar e barganhar são as únicas defesas do consumidor nessa época de compra de materiais escolares. Às vezes, até mesmo na própria livraria, é possível encontrar produtos mais em conta. E, como são muitos itens na lista, dá para negociar um desconto no valor final da compra”, conta o coordenador do Procon, Luiz Fernando Del Rio Horn.

Além disso, outras dicas são importantes para o consumidor:

  • Conversa prévia entre pais e filhos: é importante fixar um orçamento limite antes de ir às compras e combinar quantos itens a criança ou adolescente poderá escolher a seu gosto, sempre com critério;

  • Reaproveitar os materiais: a utilização de itens de anos anteriores ou por irmãos pode ser sinônimo de economia para os pais;

  • Levar as crianças e/ou adolescentes: as compras de material escolar podem proporcionar um belo exercício financeiro;

  • Procure lojas que concedam bons preços para compras em grande quantidade e não deixe de pedir descontos;

  • Verifique a procedência dos produtos: evite comprar materiais no comércio informal. Eles podem acarretar riscos para crianças e adolescentes. Opte por adquirir os itens em lojas especializadas e prefira os que possuam certificação do Inmetro, informações claras e em língua portuguesa;

  • Materiais de uso coletivo: a lista de materiais da escola não pode conter itens de uso coletivo, como de higiene e limpeza ou taxas de água, luz e telefone;

  • Direito de escolha: as escolas não podem exigir que o material seja comprado em um determinado estabelecimento, nem a aquisição de produtos específicos. Essas práticas são abusivas, pois o consumidor tem total direito de pesquisar preços e escolher o produto e o local apropriado para realizar sua compra;

  • Exija e guarde a nota fiscal: os comprovantes de pagamento serão fundamentais para o caso de registrar uma reclamação junto ao Procon

Mais informações, dúvidas, orientações e reclamações, podem ser acessadas no Portal do Procon Caxias do Sul, emwww.caxias.rs.gov.br/procon/ ou pelo telefone 151. O atendimento presencial é realizado na Rua Visconde de Pelotas, número 449, de segunda a sexta-feira, das 10h às 15h, sem fechar ao meio-dia.

Fotos: Luiz Fernando Del Rio Horn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *