Inter vence o Guarani em Campinas com gols de Sasha e Winck

galeria_foto_875a50596c2531b77125a382c28e6b95O Internacional venceu o Guarani, em Campinas, na tarde deste sábado, por 2 a 0 e diminuiu a vantagem para o líder América-MG. Os gols foram marcados por Eduardo Sasha e Cláudio Winck. Com o resultado, o time colorado terminou o Primeiro Turno em segundo lugar com 33 pontos, a três pontos do líder América-MG. No próximo sábado, o Inter jogará em casa diante do Londrina na largada para o Segundo Turno do Brasileirão Série B. Foi a terceira vitória consecutiva do Inter sem sofrer gols. O time de Guto Ferreira tem a melhor defesa da competição.

Encontro de campeões brasileiros

A última rodada do Primeiro Turno reuniu dois campeões brasileiros da Série A: o Guarani, vencedor de 1978, diante do Internacional, campeão em 1975, 1976 e 1979. O Inter foi a campo com o retorno do meia D´Alessandro, que cumpriu suspensão automática na vitória diante do Goiás. O argentino retornou ao time na função de Camilo, que começou no banco. O restante da equipe foi a mesma que bateu os goianos por 3 a 0, na última terça-feira. Inter e Guarani não se enfrentavam desde 2010, quando, na ocasião, a equipe colorada venceu por 3 a 0.

Equilíbrio no início

O Guarani procurou pressionar nos primeiros instantes em lances de bola parada, mas a zaga colorada estava bem posicionada. Quando tinha a bola, o Inter tentava tocar rápido e buscar jogadas com Pottker, pela direita, e Sasha, pela esquerda. Aos poucos, a equipe de Guto Ferreira tentou impor uma marcação mais adiantada, a exemplo do que aconteceu nos jogos diante do Oeste e Goiás. Toda vez que Pottker tocava na bola, a torcida do Guarani vaiava forte o ex-jogador da rival Ponte Preta. Mas o equilíbrio e a marcação forte dos dois times dificultavam as conclusões.

Aos 15min, o Inter retomou uma bola, trocou passes até que D´Alessandro cruzou para Pottker cabecear pressionado para fora. O meia argentino, por sinal, buscava trabalhar na saída de bola, ao lado dos volantes, para dar início às jogadas. Enquanto isso, era Edenílson que se projetava bem à frente, tentado surpreender o adversário paulista tanto na marcação pressionada, quando na chegada junto aos atacantes.

William Pottker teve boa participação na vitória colorada em Campinas

Aos 23minutos, um lance preocupante. Bruno Nazário deu um carrinho em Klaus, que caiu. Na queda, o zagueiro colorado acidentalmente tocou com a chuteira no rosto de Brunom que sangrou bastante e precisou ser substituído por Luiz Fernando.

Inter na frente em Campinas

Aos 26min, Pottker não deu a mínima para as vaias dos bugrinos, recebeu na direita e cruzou na medida para Eduardo Sasha, que matou na área e chutou forte de pé direito sem chances para o goleiro. Foi o segundo gol de Sasha na competição e a quinta assistência de Pottker na competição.

Sasha comemora o gol marcado diante do Guarani, em Campinas

Com o gol, o Inter passou a dominar o jogo, mantendo marcação forte na frente e saindo em toques rápidos. Aos 31min, o Inter roubou a bola da defesa e acionou Damião na área. O centroavante tentou a conclusão de pé direito, mas Leandro Santos defendeu. O time de Campinas ainda tentou alguma pressão mas estava amarrado pela ótima marcação colorada, especialmente comandada por Rodrigo Dourado, de grande atuação no primeiro tempo.

Largada para a etapa final com boas chances

Logo na largada para a segunda etapa, Damião quase ampliou. A 1min30seg, o centroavante deu grande arrancada, chegou na bola antes da zaga, driblou o zagueiro, carregou em direção ao gol e quando chutou a zaga salvou em cima da linha. No rebote, Damião tentou de bicicleta, mas a bola foi pra fora.

Aos 10 minutos, Richarlison cobra lateral para a área, Eliandro cabeceia forte e Danilo faz grande defesa pra escanteio. Aos 13min, o técnico Vadão fez a segunda mudança: entrou Kevin e saiu Betinho. Aos 15min, Damião recebe na área e ajeita de cabeça para D´Alessandro chutar forte de pé direito ao lado do gol com perigo.

Aos 17min, Pottker fez grande jogada pela direita e cruzou para Damião chutar por cima. Um minuto depois, o técnico Guto Ferreira fez a primeira mudança: saiu Sasha e entrou Camilo. Aos 19min, Pottker arriscou de fora da área por cima. Aos 22min, saiu Fumagalli e entrou Rentería, um dos heróis colorados na conquista da primeira Libertadores colorada, em 2006.

PUBLICIDADE:

Winck amplia para matar o jogo

O Inter acumulava chances, mas não conseguia marcar o segundo gol. O Guarani assustou aos 25min com um chute de fora da área, que passou perto do gol de Danilo Fernandes. Aos 28min, Guto tirou Damião para a entrada de Nico Lopez. A entrada de Nico foi fulminante. Aos 34min, Nico Lopez recebeu de Winck, fez jogada sensacional, passando pelo zagueiro e devolvendo para Winck, de boa atuação, marcar o seu primeiro gol na competição. Festa colorada no Brinco de Ouro!
Winck marcou o segundo colorado diante do Guarani, em Campinas

A partir de então não se ouviram mais vaias campineiras a Pottker ou apoio dos torcedores locais. Só que se ouvia no estádio do Guarani era a torcida colorada, em grande número, cantando o tradicional “oooooo, vamo, vamo, Inteeeeeeer!”

Aos 38min, saiu D´Alessandro para a entrada de Charles para aumentar o poder de marcação no meio-campo. Aos 39min, Rentería completou para o gol, mas Cláudio Winck salvou em cima da linha. Aos 44min, Nico fez outra grande jogada e cruzou para Camilo chutar de primeira por cima.

Torcida colorada fez a festa no Brinco de Ouro, em Campinas

Nos últimos minutos, o time ainda teve espaços para marcar o terceiro, mas não conseguiu. A torcida colorada pouco se importou. A vitória em Campinas já estava garantida.

Entrevistas Pós-jogo

“Estamos conseguindo uma sequência de resultados com desempenho. É um campeonato de resistência, de chegada, não de largada. Temos que manter isso, não ganhamos nada ainda e precisamos melhorar para alcançar o topo da tabela”, avaliou o vice-presidente de Futebol, Roberto Melo.

“O grupo teve um comportamento exemplar. Marcou muito, e este espírito coletivo foi fundamental para chegarmos à vitória. Estão todos de parabéns.”, elogiou o técnico Guto Ferreira.

Ficha Técnica

Guarani (0): Leandro Santos; Lenon, Genilson, Diego Jussani e Gilton; Evandro, Richarlison, Betinho (Kevin), Fumagalli (Rentería) e Bruno Nazário (Luiz Fernando); Eliandro. Técnico: Vadão.

Internacional (2): Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Klaus, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson e D´Alessandro (Charles); William Pottker, Leandro Damião (Nico Lopez) e Eduardo Sasha (Camilo). Técnico: Guto Ferreira.

Gols: Eduardo Sasha (I), aos 26min do 1ºt, Cláudio Winck (I), aos 34min do 2ºt .

Cartões amarelos: Evandro, Genílson (G), Uendel (I)

Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique apita o jogo, auxiliado por Michael Correia e Carlos Henrique Alves de Lima Filho, trio carioca.

Local: Estádio Brinco de Ouro, em Campinas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


+ 5 = dez

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>