Convenção Coletiva 2017 Em nova rodada de negociações com o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos, SIMECS reafirma interesse de fechar acordo mantendo reposição da inflação

Foto: Kelem Keiber

Foto: Kelem Keiber

Aconteceu na manhã desta sexta-feira (21) a quarta reunião de negociação nas dependências da UNIFTEC. Na oportunidade, os representantes do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico -SIMECS e do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos deram prosseguimento ao processo de negociação salarial 2017.
O Sindicato dos Metalúrgicos trouxe à mesa a proposta de 6,5% de reajuste. O SIMECS reforçou a inviabilidade do número apresentado, em face do atual momento econômico e da crise que se abate sobre as empresas do seu segmento. Prova disso é que em 2017 a indústria de Caxias e região terá o menor faturamento dos últimos 18 anos.
“Dessa forma, recusamos de forma inequívoca a proposta repassada pelo sindicato profissional. Continuamos ofertando a reposição da inflação na data base, de 3,34%, a qual busca preservar a renda e principalmente o emprego dos trabalhadores”, afirmou Reomar Slaviero, presidente do SIMECS.
Em face dessa recusa, o Sindicato dos Trabalhadores trouxe a possibilidade de aceitar a proposta de 3,34%, desde que seja garantida a não aplicação da cláusula de contrato de trabalho intermitente nos contratos vigentes. O SIMECS ficou de analisar essa questão e trará decisão a respeito na próxima reunião.
“Seguimos acreditando que o bom senso deverá prevalecer, e que o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos seja sensível ao momento econômico e a grave crise social em que todos estamos inseridos”, sentenciou Slaviero.
Nessa expectativa, uma nova reunião foi marcada para a próxima segunda-feira, dia 24 de julho, às 14h30min.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *